Arquivos e cartas de Mandela são disponibilizados online

Milhares de cartas, fotografias e documentos relativos ao ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela foram colocados online nesta terça-feira, em um projeto que visa a aumentar o acesso aos arquivos que detalham sua longa caminhada para a liberdade.

Entre os itens, incluindo cartas que Mandela escreveu para sua família que foram contrabandeadas para fora da prisão, o seu cartão de membro da Igreja Metodista de cerca de 80 anos atrás e diários escritos à mão foram digitalizados e dispostos em um site (archive.nelsonmandela.org) projetado para parecer uma exibição de museu.

– Uma coisa que isso faz imediatamente é tornar um legado muito procurado disponível para o mundo – disse Achmat Dangor, executivo-chefe da Fundação Nelson Mandela.

O projeto, com um custo inicial de 3 milhões de dólares, foi elaborado pelo Centro de Memória Nelson Mandela e pelo Instituto Cultural Google.

É o primeiro projeto deste tipo do Google, que assegurou que o material está aberto a todos e os detentores de direitos autorais originais mantêm seus direitos. O Google está planejando usar esse projeto como um trampolim para trazer mais conteúdo online de outras figuras históricas do século 20.

O Google tem sido criticado por tentar usar o seu poder tecnológico para bloquear material de concorrentes.

– Você pode interagir com o conteúdo. Você pode pesquisar o conteúdo. Embora tenhamos imitado a experiência do museu, estamos agora em um lugar onde pensamos ter aumentado a experiência – disse Mark Yoshitake, que lidera o gerenciamento de projetos para o Instituto Cultural Google.

NELSON MANDELA CENTRE OF MEMORY

Seções como Anos Presidenciais incluem fotos com links para vídeos, textos, notas pessoais e depoimentos disponibilizados para uso em computadores pessoais e tablets.

Ndileka Mandela, a neta do ex-presidente, disse que ele sempre foi um homem progressista e está radiante pelo arquivo online.

– Embora desejássemos considerá-lo apenas nosso avô, ele é uma figura pública. A publicação das cartas que ele escreveu para vários membros da família não é realmente um problema, porque mostra às pessoas que ele é um ser humano – disse.

Mandela, 93 anos, foi submetido a um exame abdominal no mês passado que mostrou que não havia nada errado com o homem agraciado com o Prêmio Nobel da Paz por ajudar a derrubar o regime do Apartheid na África do Sul.

– Para um homem da sua idade, ele está indo bem. Ele não perdeu seu senso de humor – afirmou Ndileka Mandela.

 

+ sobre o tema

Mais confiante, Usain Bolt quer voltar a surpreender o mundo em Paris

Preparado para disputar a prova dos 200m na etapa...

Documento pede registro do maracatu cearense como patrimônio cultural

Um abaixo-assinado que visa candidatar os maracatus do município...

A África pode ser o próximo Bric

Por: JIM O'NEILL O progresso do Egito e da...

para lembrar

O embraquecimento histórico do Egito Antigo

O poder e construção de memória coletiva dos veículos...

Quilombolas exigem fim da violência em reunião com parlamentares

Representantes da comunidade quilombola Rio dos Macacos, localizada...

Cantor Stevie Wonder é nomeado mensageiro da paz da ONU

O cantor norte-americano Stevie Wonder foi nomeado "mensageiro da...

Senadores do Ceará lembram espírito libertário do Dragão do Mar

A contribuição do Dragão do Mar para a abolição...
spot_imgspot_img

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=