As poderosas obras desse garoto trans foram censuradas por sua escola e agora estão viralizando

O estudante transgênero Jasper Finn, de 18 anos e morador do estado da Virgínia, nos EUA, é um artista e tanto. Para um trabalho que valeria créditos para a universidade, o jovem utilizou de dois temas polêmicos: gênero e sexualidade. O que ele não imaginava é que seria censurado pela sua própria escola.

Por Gabriela Alberti, no Hypeness

Arte: © Jasper Finn

 

“A administração da minha escola me disse para eu parar de me concentrar em gênero e sexualidade porque isso era ‘inapropriado’. Mas eu não os escutei. E agora …“, escreveu no Twitter.

 

Apesar do aviso, Jasper seguiu em frente, e apresentou seu trabalho, com muita coragem e determinação. E sua arte acabou chegando até a College Board, que deu nota máxima as ilustrações do jovem, além de convidá-lo a expor no prestigiado AP Studio Art Exhibit.

Jasper se formou em junho, deixando a escola preconceituosa para trás. Perguntado se pensa em desistir da arte, após as críticas e censura, ele respondeu “Jamais. A queer art é, literalmente, o único tipo de arte que realmente gosto de fazer. Arte é paixão materializada, e minhas paixões estão com a comunidade queer“.

Arte: © Jasper Finn

 

Arte: © Jasper Finn

 

Arte: © Jasper Finn

 

Arte: © Jasper Finn

 

Arte: © Jasper Finn

 

Arte: © Jasper Finn

 

Arte: © Jasper Finn

 

 

+ sobre o tema

Mulheres de Belém vítimas de violência doméstica podem denunciar por telefone e atendimento virtual

As mulheres vítimas de violência doméstica podem realizar denúncias...

Marcha das Margaridas reúne 100 mil mulheres em Brasília

O movimento foi criado em 2000 para homenagear a...

Ministério Público denuncia ex-marido de Luiza Brunet por agressão contra a atriz

Nesta segunda-feira (25), o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) denunciou...

para lembrar

UBM reage em nota contra tag machista do Pânico na TV

A União Brasileira de Mulheres (UBM) chamou de “agressão...

Democracia e Desigualdade: Mulheres e STF

No final de 2012 a Presidenta Dilma terá a...

É só uma mulher negra

É só uma mulher negra - Poema de Júlio...
spot_imgspot_img

Instituto Mãe Hilda anuncia o lançamento do livro sobre a vida de matriarca do Ilê Aiyê

O livro sobre a vida da Ialorixá Hilda Jitolu, matriarca do primeiro bloco afro do Brasil, o Ilê Aiyê, e fundadora do terreiro Acé...

Centenário de Tia Tita é marcado pela ancestralidade e louvado no quilombo

Tenho certeza que muitos aqui não conhecem dona Maria Gregória Ventura, também conhecida por Tia Tita. Não culpo ninguém por isso. Tia Tita é...

Julho das Pretas: celebração e resistência

As mulheres negras brasileiras têm mais avanços a celebrar ou desafios para travar? 25 de julho é o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e...
-+=