arte

Wesley Barbosa, um escritor guardador de memórias e detalhes

A primeira leitura que fiz dos livros de Wesley Barbosa foi a partir do romance "Viela Ensanguentada", logo após o seu lançamento, pela Ficções, em 2022. De lá para cá, tenho lido suas obras com certa...

Manifest: recriando a memória da Europa sobre o tráfico de pessoas escravizadas

Pessoas escravizadas. Pessoas. Antes de serem comercializadas e transportadas do continente africano pelo oceano Atlântico para as Américas e para a Europa, tendo Portugal, Inglaterra, França, Holanda, Suécia e Dinamarca como países que lideraram...

Arquitetura no Brasil perpetua violência colonial, diz escritora Grada Kilomba

Na abertura da 35ª Bienal de São Paulo, numa quarta-feira de setembro, a artista e escritora portuguesa Grada Kilomba mal conseguia caminhar entre as obras de arte que havia ajudado a selecionar. A cada poucos...

Com ‘Oitentáculos’, Nei Lopes se consagra o griô da poesia brasileira

"Oitentáculos" é o terceiro livro de poesias de Nei Lopes. Poderíamos dizer que é o livro comemorativo da passagem dos seus 80 anos, festejados em maio do ano passado. No entanto, como data comemorativa, o...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando pensamos nas grandes narrativas visuais da arte ocidental sobre o início da...

Cinema em diáspora: Correnteza – Mostra Internacional de Cinema Atlântico anuncia sua 2º edição no Recife

A Correnteza - Mostra Internacional de Cinema Atlântico anuncia sua 2ª edição, com programação presencial e gratuita de 28 de Setembro a 01 de Outubro no Cinema da Fundação Joaquim Nabuco (Derby), em Recife (PE). Realizada com recursos oriundos...

Hip-hop, 50 anos: a história da cultura que saiu do Bronx para ganhar o mundo

Neste dia de 1973, em uma festa em um apartamento no Bronx, em Nova York, nascia o hip-hop. Utilizando dois toca-discos e um microfone, o pioneiro jamaicano do funk e soul, DJ Kool Herc, revolucionou...

Quem foi Heitor dos Prazeres, pintor do Rio de Janeiro negro e interiorano

Com um pincel em uma mão e um cigarro na outra, a tela repousada em declive e a janela aberta para a antiga Praça Onze —ponto de encontro de sambistas e das escolas de...

útimas postagens

-+=