Ator revela homossexualidade e recusa participação em festival de cinema na Rússia

Wentworth Miller, protagonista da série Prison Break, declarou que não pode participar de um festival organizado por um país onde não se pode viver e amar abertamente

O protagonista de uma das séries norte-americanas de maior sucesso no mundo, o ator Wentworth Miller assumiu ser homossexual em uma carta na qual recusa o convite para participar do Festival Internacional de Cinema de São Petersburgo, na Rússia.

Miller declarou ser contrário a uma nova lei aprovada na Rússia que estabelece punições para “propaganda da sexualidade não-tradicional” direcionada a menores de 18 anos e que proíbe a adoção por casais do mesmo sexo. Além disso, a lei determina que sejam aplicadas multas para quem organizar e promover desfiles de orgulho gay no país.

“Obrigado pelo convite gentil. Como alguém que gostou de visitar a Rússia no passado e pode até reivindicar um grau de ascendência russa, eu adoraria dizer que participaria do Festival de São Petersburgo. No entanto, como homem gay, devo recusar”, afirmou o ator em carta endereçada a diretora do festival e publicada pelo site da organização GLAAD (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation), que luta na defesa dos direitos de gays, lésbicas, bissexuais e transexuais.

O ator ainda se diz “profundamente perturbado” pelo tratamento dado pelo governo russo aos homossexuais do país. “A situação não é aceitável e eu não posso participar de um festival organizado por um país onde pessoas como eu têm negados os seus direitos de viver e amar abertamente”, declarou.

Leia a íntegra da carta escrita pelo ator Wentworth Miller:

Querida Senhorita Averbakh:

Obrigado pelo convite gentil. Como alguém que gostou de visitar a Rússia no passado e pode até reivindicar um grau de ascendência russa, eu adoraria dizer que participaria do Festival de São Petersburgo. No entanto, como homem gay, devo recusar.

Estou profundamente perturbado pela atual atitude e tratamento do governo russo para com os homens e mulheres gays. A situação não é aceitável e eu não posso participar de um festival organizado por um país onde pessoas como eu têm negados os seus direitos de viver e amar abertamente

Talvez, quando as circunstâncias melhorarem, estarei livre para fazer uma escolha diferente.

Até lá.

Wentworth Miller

 

 

Fonte: Revista Forum 

+ sobre o tema

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de...

Programa Erasmus oferece bolsas integrais na Europa

O Erasmus, programa promovido pela União Europeia para fomento a...

para lembrar

Coro da selva

MUNICÍPIO EM QUE SE FALA O MAIOR NÚMERO DE...

Universidade americana oferecerá curso de sociologia baseado no Lemonade, de Beyoncé

O departamento de estudos étnicos da California Polytechnic State...

Para OCDE, alunos do Brasil têm leitura semelhante à de Trinidad e Tobago

Por: Daniela Fernandes   Os estudantes brasileiros ficaram em 51° lugar...

Holanda oferece 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileiros

Holanda abre inscrições para 50 bolsas de estudo exclusivas...
spot_imgspot_img

Taxa de alfabetização chega a 93% da população brasileira, revela IBGE

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um...

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 foi divulgado nesta segunda-feira (13). As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de energia, manejo ecologicamente correto na agricultura e prevenção à violência entre jovens nativos digitais. Essas...
-+=