Guest Post »
Atriz negra sofre racismo em churrascaria de SP

Atriz negra sofre racismo em churrascaria de SP

Diante do descaso do estabelecimento, ela pede ajuda a todos para chegar às pessoas que a fizeram passar por uma situação constrangedora e desnecessária

Por Priscilla Silvestre Do Jornal Empoderado

A atriz Talita Frese estava ontem na Fornello’s Churrascaria & Pizzaria(localizada na Casa Verde – capital de SP), dia 12 de outubro, por volta das 15h, comemorando o “Dia das Crianças” com a sua filha, e sofreu uma agressão racista.

Mesmo com seus cabelos loiros, ela é filha de negros e não esconde a sua origem nos cabelos enrolados e na cor da pele. E não se define mais ou menos que ninguém, apenas uma pessoa de garra, muita luz e filha de Deus.

Entretanto, quando estava em um bate-papo com sua filha, que mesmo adolescente ela ainda considera “sua eterna criança”, foi abordada por uma senhora, a qual disse “Moça, esse seu cabelo!”. Ela, acreditando que fosse receber um elogio, foi surpreendida.

“Esse seu cabelo é uma bucha, um depósito de insetos. Deve ser uma casa de piolhos e pulgas”. Mesmo com seu temperamento explosivo, a atriz ficou sem reação diante de tanta barbaridade.

Em seguida, a senhora, que estava acompanhada de sua filha (que também participou de todas as ofensas), chamou o garçom e pediu que ele pegasse uma touca para Talita, pois seus cabelos estavam “poluindo” o ambiente. Ela relata que ninguém da casa fez nada e o garçom simplesmente respondeu que eles não tinham toucas para dar aos clientes. E a agressão verbal continuou.

“Peço que retire o meu prato, pois não deram educação para essa mulher e ela está infectando o meu prato com esse cabelo que ela deveria ter vergonha por usar”. Além disso, mãe e filha usaram palavras de baixo calão para continuarem suas frases.

A atriz, de uma maneira chocada, somente alegou que seu cabelo é limpo, que elas estavam cometendo crime racial e, como resposta, teve a sua mãe xingada, o que magoou ainda mais a cliente.

“Eu sou explosiva, mas naquela hora minhas pernas ficaram imóveis, assim como a minha língua. Elas ofenderam a minha mãe que já está morta, o que me deixou ainda mais perplexa. Uma agressão gratuita, sem nenhum contexto, eu apenas estava tendo um almoço comemorativo com a minha filha”, conta Talita.

Ela ainda ressalta que respeitou o ambiente, pois tinham muitas crianças. “Eu também me contive por consideração a todos que, assim como eu, estavam em um momento familiar comemorando o Dia das Crianças”.

A INDIGNAÇÃO PELA FALTA DE RESPEITO

Talita relata que os clientes ficaram perplexos, mas ninguém se manifestou ou interveio diante do ocorrido. Inclusive os responsáveis pelo estabelecimento, os quais negaram os vídeos das câmeras internas para que ela fosse à delegacia mais próxima fazer um Boletim de Ocorrência.

Por meio de um funcionário, o qual ela não quer envolver, a atriz ficou sabendo que essa senhora e sua filha são clientes assíduas do local, o que a faz acreditar que seja o grande motivo da omissão de todos diante do fato, além da negação quanto aos vídeos que gravaram toda a situação.

Hoje, dia 13 de outubro, Talita foi à delegacia para fazer o B.O e tentar conseguir alguma maneira de que a churrascaria ceda as gravações. Porém, o local estava fechado. E, desse modo, ela teme que tudo seja apagado e acabe sem punição.

Related posts