Barry Jenkins: “A história dos EUA foi contada de um único ponto de vista durante muito tempo”

Nos Estados Unidos escravistas, a ferrovia subterrânea era a rede de caminhos e vizinhos anônimos que ajudava os escravos a fugir de seus senhores para a liberdade. No romance que Colson Whitehead publicou sobre o assunto em 2017 e com o qual ganhou os prêmios Pulitzer e National Book, a ferrovia é literalmente um trem que circula sob a terra transportando afro-americanos para Estados abolicionistas; um toque de magia e esperança em uma história de resto deprimentemente realista. E em The Underground Railroad (Os Caminhos para a Liberdade), série baseada nesse livro recém-lançada pela Amazon Prime Video, a ferrovia é o fio condutor de 10 superlativos capítulos com os quais o cineasta ganhador do Oscar Barry Jenkins (Miami, EUA, 41 anos), diretor de Moonlight: Sob a luz do luar e um dos autores mais aclamados do audiovisual atual, estreia na televisão.

Neles se conta a história quase mítica de Cora, uma escrava da Geórgia que foge de um Estado para outro em direção ao norte naquela que é a primeira vez que o trauma da escravidão não é tratado com dor, mas com orgulho. Para o projeto, uma das séries mais ambiciosas dos últimos anos, Jenkins traz sua solene sensibilidade poética, sua inegociável ira ao falar da experiência negra nos Estados Unidos, no século XIX ou na era do Black Lives Matter, e seu fino estilo visual. Na terça-feira, sentado no que parecia ser um estúdio, em sua casa, o aclamado cineasta destrinchou via Zoom o que considera seu trabalho mais importante.

Leia a matéria completa aqui 

+ sobre o tema

Alicia Keys está sem maquiagem, linda e poderosa em QUATRO capas da ELLE Brasil

Alicia Keys está deslumbrante na capa de setembro da...

Raízes negras, femininas e religiosas: entenda o enredo da Viradouro

Para construir o enredo campeão do carnaval do Rio de...

Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de 2009 lança 133 poetas

O livro "Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus -...

Quilombolas reivindicam direito à terra; Aracruz Celulose contesta

Fonte: Repórter Brasil - Irohin - Moradores de Sapê...

para lembrar

Pelé lança projeto social e diz que Maradona é exemplo negativo

Por Leandro Canônico Rei do Futebol volta a alfinetar...

Rei angolano visita quilombo Cafundó (SP) e cumpre profecias

Duas profecias foram cumpridas em solo brasileiro neste sábado...
spot_imgspot_img

Filme biográfico sobre Luiz Melodia é o vencedor do Festival In-Edit Brasil

O documentário "Luiz Melodia - No Coração Do Brasil" é o grande vencedor da 16º edição do In-Edit Brasil, o Festival Internacional do Documentário Musical. Dirigido...

Diaspóricas 2: filme revela mundo futurista a partir do olhar de mulheres negras

Recém-lançado no Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), em Goiás, no último dia 13 de junho, o filme “Diaspóricas 2” traz o protagonismo negro feminino e brasileiro...

Mulheres afrodescendentes são destaque em evento internacional pela conservação ambiental e justiça climática

No último dia 14, a vice-presidenta da Colômbia, Francia Márquez, esteve no fechamento do evento internacional “Garantir a posse da terra e os direitos...
-+=