Brasil é o país mais perigoso para homossexuais, diz NYT

O Brasil vive hoje uma epidemia de violência contra homossexuais que transformou o país no lugar mais perigoso do mundo para lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. Essa é a conclusão de reportagem do jornal americano New York Times publicada nesta terça-feira (5).

por Talita Arantes no Exame

Citando dados do grupo Gay Bahia, a publicação afirma que mais de 1.600 pessoas foram assassinadas no Brasil por motivações homofóbicas nos últimos quatro anos e meio – o que representa praticamente uma morte por dia.

[box type=”note” bg=”#” color=”#” border=”#” radius=”0″ fontsize=”20″]Para o jornal americano, esses números contrastam com a “imagem de uma sociedade tolerante e aberta” de um país que “aparentemente alimenta expressões de liberdade sexual durante o carnaval e que tem a maior parada gay do mundo”.[/box]

Essa reputação, diz a publicação, não é sem fundamento. “Nas quase três décadas desde que a democracia tomou o lugar da ditadura militar, o governo brasileiro introduziu diversas leis e políticas com o objetivo de melhorar a vida das minorias sexuais”, diz o texto.

A reportagem cita que o Brasil foi um dos primeiros países a oferecer medicamentos antirretrovirais para diagnosticados com HIV, foi pioneiro na América Latina a reconhecer a união civil de pessoas do mesmo sexo para fins de imigração e um dos precursores a liberar a adoção de crianças por casais homoafetivos.

O ponto, segundo a publicação, é que as tradições sociais de alguns grupos não caminharam no mesmo ritmo dos avanços obtidos no sistema normativo.

A reportagem relaciona a violência contra gays com a cultura machista que ainda perpetua na sociedade brasileira e com o crescimento de alas evangélicas mais conservadoras, que se opõem abertamente ao público LGBT.

De acordo com o cientista político Javier Corrales, ouvido pela reportagem, os brasileiros até estariam mais tolerantes. O problema é que aqueles que se mantêm intolerantes estariam “desenvolvendo novas estratégias e um discurso mais virulento para barrar o progresso nessas questões”, afirmou.

+ sobre o tema

Árbitro que assumiu ser gay volta a apitar e recebe ameaça de morte

Jesús Tomillero tem só 21 anos, mas já está...

Prefeitura manda arrancar páginas de livros escolares com união entre gays

Decisão veio após reunião entre prefeito e vereadores de...

Travesti é torturada e morta por 5 homens em Fortaleza

Imagens mostram Dandara, de 42 anos, sendo espancada. Do Huff...

para lembrar

Travesti é assediada, ameaçada e agredida em ônibus em Aracaju

Após reclamar de homem que a apalpava, estudante é...

Reações de alunos fazem professores pararem com piadas homofóbicas

Aquelas piadinhas típicas de cursinho pré-vestibular estão com os...

Excluído de concurso por suposta homossexualidade será indenizado

Candidato receberá R$ 100 mil por danos morais Por unanimidade,...

‘Quero mostrar que é possível’, diz travesti cotada a reitora no Ceará

"Para mim é uma felicidade ser a primeira nas...
spot_imgspot_img

PM que agrediu mulher no Metrô disse que ela tinha de apanhar como homem, afirma advogada

A operadora de telemarketing Tauane de Mello Queiroz, 26, que foi agredida por um policial militar com um tapa no rosto na estação da Luz do Metrô de São...

Comitê irá monitorar políticas contra violências a pessoas LGBTQIA+

O Brasil tem, a partir desta sexta-feira (5), um Comitê de Monitoramento da Estratégia Nacional de Enfrentamento à Violência contra Pessoas LGBTQIA+, sigla para...

Homofobia em padaria: Polícia investiga preconceito ocorrido no centro de São Paulo

Nas redes sociais, viralizou um vídeo que registra uma confusão em uma padaria, no centro de São Paulo. Uma mulher grita ofensas homofóbicas e...
-+=