Cida Bento é uma das 50 profissionais mais influentes do mundo

Mulher negra brasileira está entre os 50 profissionais de diversidade mais influentes no mundo, segundo a The Economist

Por Juliana Gonçalves Do Portal Africas

Cida Bento, diretora executiva do CEERT e colunista do Portal Áfricas,  foi considerada pela revista “The Economist” como uma das 50 profissionais mais influentes do mundo no campo da diversidade.

A lista foi divulgada oficialmente nos últimos dias. Essa é a primeira vez que profissionais ligados à diversidade são listados. Além de Cida, o outro brasileiro que figura na lista é o deputado federal Jean Wyllys. Angelina Jolie, Hillary Clinton e Bill Gates são outras personalidades apontadas pela “The Economist”.

 Cida Bento atua no campo da diversidade em recursos humanos há quase 30 anos, tendo escrito livros sobre o tema já na década de 90 e desde então, vem desenvolvendo trabalhos em empresas no Brasil.

 A lista foi ratificada por um painel independente de peritos, e Mark Palmer-Edgecumbe, liderança da Lista Global Diversity destaca que a lista reconhece publicamente os mais influentes profissionais de diversidade que criam soluções inovadoras e preparam modelos para os profissionais de diversidade de amanhã.

+ sobre o tema

Pessoas como eu desistem logo…

Tinha 9 anos quando fiz meu primeiro Registro Geral,...

Espelho: Cápsulas de autoestima, vacinas contra o preconceito, anabolizantes da igualdade

Da galeria de imagens inesquecíveis da edição 2016 do...

Por ela, por elas, por nós

Este livro, vencedor do Prêmio Marielle Franco de Ensaios...

A comissária de bordo rejeitada que fundou sua própria companhia aérea.

Para uma mulher de negócios sul-africana, levar mais mulheres...

para lembrar

Roberta Estrela D’Alva, a voz pioneira nas batalhas de slam pelo Brasil

Pioneira das batalhas de poemas falados no Brasil acredita...

Educação Diversidade Igualdade: num tempo de encanto pelas diferenças

RESUMO O texto tecido com causos, músicas, fragmentos...

5 razões para acompanhar Leci Brandão de perto

A cantora completa neste mês 40 anos de carreira....
spot_imgspot_img

O preço de pegar a contramão da história

O Brasil não é um país de iguais. Aqui tem pacto da branquitude, privilégio branco, colorismo, racismo, machismo e meritocracia aplicada de maneira assimétrica. Tudo...

Longa vida aos pesquisadores negros

Seguindo uma tradição que vem desde 1980, lideranças e pesquisadores(as) negros se reuniram em Maceió e em União dos Palmares (AL), em novembro, e...

Direitos das mulheres afrodescendentes são reforçados na COP 28 por Geledés

No primeiro dia de participação de Geledés – Instituto da Mulher Negra na conferência do clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP...
-+=