Como Machado no seu ato, eu também me antecipei a lei das empregadas domésticas – por José Ricardo D’ Almeida

Como Machado no seu ato, eu também me antecipei a lei das empregadas domésticas. Dei a ela, folga aos domingos, férias, INSS e FGTS. Ela começou a trabalhar cedo, presumo que ainda adolescente, agora é uma moça ou mulher de seus vinte e tantos anos moradora lá pelas bandas da Baixada Fluminense.

Pensei em torná-la diarista, afinal, com todos esse encargos trabalhistas não sei se poderia manter meu padrão ás custas de seu baixo salário (não vou dizer da sua extrema pobreza para não parecer cruel comigo mesmo, afinal, não quero fazer uma auto punição, apenas registar o fato de que me antecipei a lei de direitos trabalhistas, recém promulgada!)

Não, não era difícil de deduzir que um dia essa lei seria levada ao Congresso, aliás uma deputada negra, ex-senadora e ex-governadora já havia há tempos defendendo essa medida.

Também soube que Laudelina, uma pioneira na organização das trabalhadoras domésticas defendia que sua categoria fosse reconhecida como trabalhadoras saindo dessa semi escravidão.

Bem, como um bom burguês, cristão e piedoso, antecipei-me aos fatos, aliás, inevitáveis, afinal no século XXI… há quase 125 anos depois do fim da escravidão era justo que essas milhões de trabalhadoras tivessem reconhecidos seus direitos.

Bem, voltando aos meus feitos. Tive de dar-lhe uns tabefes depois de reconhecer seus direitos! Uma ironia, não? mas, não é que a ex-moleca manchou minha camisa?

Mas, isso passa, ela aceitou passivamente, apesar daquele olhar de ódio, contido, preso no canto do olho, isso passa, sou um bom patrão.

Resmungo e xingo suas desatenções, sei que não é uma empregada irlandesa da época do Império Britânico e também que não sou lorde, apesar das aparências ou do gosto!

Quero dizer a vocês, o quanto fui correto antecipando direitos de quem trabalha no seu sustento e no meu!

Quero ser um exemplo de boa conduta social e proporcionar à minha “escrava doméstica” sua integral emancipação como trabalhadora amparada nas leis, ainda que com 125 anos de atraso, mas, ainda assim nunca é tarde!

Também devo dizer a vocês que não sou nenhum Machado das letras ou das leis, mas sei que um bom cidadão deve se antecipar às falhas dos direitos, ainda que muitos dos que estão por vir, eu não concorde, mas até lá serão outros tempos e o céu, inevitavelmente nos espera. Ou o inferno, sei lá!

Obras Incompletas. Vol 0. Sem editora. Fonte: Fui

 

 Leia de também de José Ricardo D’ Almeida

José Ricardo D’ Almeida – Onde estão os negros para o desfile de Carnaval?

Casa Grande & Senzala numa única unidade residencial

Tornar-se negro – As vicissitude do negro em ascensão social” – Neusa Santos Sousa – Resumo do Capítulo VII

“Tornar-se Negro – As vicissitude do negro em ascensão social” de Neusa Santos Sousa – Capítulo VI

A História de Luísa – Tornar-se Negro – Cap. V

Narcisismo e Ideal de Ego – resumo “Tornar-se negro” – Cap. IV

O Mito Negro – Cap. III de “Tornar-se Negro” de Neusa Santos Souza

Tornar-se Negro – Cap. II Antecedentes Históricos da Ascensão Social do Negro Brasileiro

“Tornar-se negro”- As vicissitudes da Idenditade do Negro Brasileiro em Ascensão Social de Neusa Santos Souza

 

 

 

Como comentário da materia: A fina ironia de Machado de Assis sobre a Abolição da Escravatura

+ sobre o tema

Sistema de cotas: Racistas do DEM são derrotados no STF

Por Altamiro Borges Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF)...

Eric Reid diz que continuará com acusação de conspiração contra NFL

Safety do Carolina Panthers manterá ação contra liga por...

Xerife da Mulher: menina é vítima de racismo há seis meses na escola

Brenda Sousa Santos foi vítima de injúrias raciais na...

O Racismo não antige os Brancos da Periferia

Sou considerado branco e moro em uma periferia de...

para lembrar

O Genocídio do povo negro no Brasil pós-golpe

por Henrique Marques Samyn (UERJ) via Guest Post para...

Como a ascensão de mulheres e negros impulsiona a economia

Estudos realizados por pesquisadores americanos e brasileiros mostram que,...
spot_imgspot_img

Fifa apresenta pacote de medidas contra o racismo no esporte

A Federação Internacional de Futebol apresentou um pacote de medidas contra o racismo no esporte. O mundo do futebol está reunido em Bangkok, na Tailândia, onde...

Tragédia no Sul é ambiental, mas sobretudo política

Até onde a vista alcança, o Rio Grande do Sul é dor, destruição. E vontade de recomeçar. A tragédia socioclimática que engolfou o estado, além da...

Para os filhos que ficam

Os seus pais vão morrer. É ainda mais difícil se dar conta disso depois de um Dia das Mães, como foi o último domingo....
-+=