Cuba: governador de Nova York firma acordo para importar vacina contra câncer de pulmão

Medicamento, desenvolvido após 15 anos de pesquisa, oferece a possibilidade de que câncer, mesmo avançado, se converta em doença crônica controlável

Do Opera Mundi

Em viagem a Havana, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, assinou um acordo para importar a vacina terapêutica contra câncer de pulmão criada por cientistas cubanos, como foi noticiado pelo jornal Granma nesta quarta-feira (22/04). A missão comercial encabeçada pelo político norte-americano também resultou em um acordo para a entrega de um software dedicado à indústria médica cubana.

A parceria foi acordada entre o Centro de Imunologia Molecular de Cuba e o Instituto Roswell Park contra o Câncer de Nova York. O medicamento oferece a possibilidade de que o câncer de pulmão, mesmo em estado avançado, se converta em uma doença crônica controlável.

“Estamos muito emocionados de poder levar a vacina aos EUA e tratar os pacientes. Isso não teria sido possível sem esta missão comercial, que facilitou a assinatura do acordo”, afirmou a diretora do Instituto Roswell Park, Candance Johnson, que integra a missão.

635652433679828882w

A vacina CIMAVax-EGF foi desenvolvida pela ilha em 2011 após 15 anos de pesquisa e será o segundo medicamento da indústria farmacêutica cubana a entrar nos EUA. O primeiro foi o Hebertprot-P, contra úlceras por diabetes, licenciado há dois anos para o mercado norte-americano. Cuba comercializa 38 remédios para cerca de 40 países, o que representa uma importante fonte de divisas para a economia da ilha.

Apenas Cuba e Peru têm a vacina registrada. Brasil, Argentina e Colômbia estão tramitando a inscrição. Reino Unido e Austrália desenvolvem exames clínicos. O medicamento tem direito a patente em qualquer lugar do mundo.

f0033755

A missão também resultou na criação de um convênio entre a empresa nova-iorquina Infor, que desenvolve softwares para indústrias específicas.

De acordo com o conselheiro delegado da empresa Charles Phillips, a companhia “fará um intercâmbio com uma universidade do país para capacitar estudantes que possam manusear essas tecnologias”. Ele disse ainda ter se impressionado com o “nível e a experiência existente em Cuba na área da tecnologia da saúde”.

+ sobre o tema

Secretarias se unem para atuar em atenção à saúde da mulher

A Secretaria Estadual da Mulher (SecMulher) e a Secretaria...

Live do Dia Internacional dos Povos Indígenas

A agenda do Dia Internacional dos Povos Indígenas, celebrado em...

Quesito raça/cor passa a integrar todos os sistemas de informação do SUS

Foi publicada nesta quinta-feira (02/02), no Diário Oficial da...

para lembrar

Ministério dos Direitos Humanos cria instância para discutir escravidão

O Ministério dos Direitos Humanos criou uma instância especial...

Ações contra incêndios em favelas de São Paulo ficam no papel

Comerciantes, moradores e líderes comunitários em pelo menos...
spot_imgspot_img

Curso introdutório de roteiro para documentário abre inscrição

Geledés Instituto da Mulher Negra está promovendo formações totalmente online para jovens negres em todo o Brasil. Com um total de 6 formações independentes...

Desenrola para MEI e micro e pequenas empresas começa nesta segunda

Os bancos começam a oferecer, a partir desta segunda-feira (13), uma alternativa para renegociação de dívidas bancárias de Microempreendedores Individuais (MEI) e micro e...

“Geledés é uma entidade comprometida com a transformação social”, diz embaixador do Brasil no Quênia

Em parceria com a Embaixada do Brasil no Quênia, Geledés - Instituto da Mulher Negra promoveu nesta sexta-feira 10, o evento “Emancipação Econômica da...
-+=