Curso aborda história e culturas africanas e afro-brasileira: 80 vagas

Danilo Oliveira
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

O Núcleo de Estudos Africanos e Afro-brasileiros em Línguas e Culturas (Ngealc), vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da UNEB, inicia na próxima quinta-feira (19) o curso de interação dos saberes sobre história e culturas africanas e afro-brasileira.
A aula inaugural vai acontecer das 14h às 18h, na sede do Instituto Histórico e Geográfico da Bahia (IGHB), na Praça da Piedade, centro antigo de Salvador. Os interessados em participar do curso devem apresentar ficha de inscrição e efetuar o pagamento da taxa de R$ 20 no local.

“Esse curso foi solicitado por comunidades de terreiros de candomblé de Salvador, que mostraram interesse em ampliar o conhecimento sobre o continente africano, suas culturas e línguas. Outros temas também serão explorados por especialistas, como os direitos e deveres dessas comunidades e as implicações da intolerância religiosa na Bahia”, explica a professora Hildete Costa, coordenadora do curso.
Estão sendo ofertadas 80 vagas prioritariamente para participantes de comunidades de terreiros. Pesquisadores, estudantes e interessados pelo tema também podem solicitar inscrição.

O curso, que será realizado entre os meses de maio e outubro deste ano, prevê encontros mensais, sempre às quintas-feiras, no IGHB. Literatura africana, arte e tradições afro-brasileiras são assuntos que também serão abordados durante as atividades.
As aulas serão ministradas por professores da UNEB e convidados, a exemplo da coordenadora do Ngealc, Yeda Pessoa de Castro, e da professora aposentada da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Marli Geralda Texeira, primeira docente a lecionar a história da África no estado.

“Vamos transmitir conhecimentos atualizados sobre a África, continente multicultural e multiétnico, que possui 53 países e mais de duas mil línguas. Mostraremos também como os povos africanos escravizados no Brasil se constituíram e como deixaram suas matrizes religiosas em nosso país”, ressalta Yeda.
O curso de interação dos saberes sobre história e culturas africanas e afro-brasileira tem apoio do Coletivo de Entidades Negras (CEN) e da Associação Beneficente Axé Abassá de Ogum.
Informações: Ngealc/Campus I – tel. (71) 3117-2448.

 

 

Fonte : Lista Racial

+ sobre o tema

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de...

Programa Erasmus oferece bolsas integrais na Europa

O Erasmus, programa promovido pela União Europeia para fomento a...

para lembrar

MEC registra mais de 322 mil inscritos na 3ª fase do Sisu

O Ministério da Educação (MEC) registrou total de 322.969...

Retrocesso

Queda brusca nas matrículas em tempo integral no ensino...

Reajuste nas bolsas de pós-graduação e novas normas garantem permanência de pesquisadores

Criada na periferia de Duque de Caxias (RJ), Loíse Lorena Santos,...

UFRJ oferece cursos de línguas para a comunidade

Valor praticado pelo curso é abaixo do encontrado no...
spot_imgspot_img

Taxa de alfabetização chega a 93% da população brasileira, revela IBGE

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um...

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 foi divulgado nesta segunda-feira (13). As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de energia, manejo ecologicamente correto na agricultura e prevenção à violência entre jovens nativos digitais. Essas...
-+=