Defensores realizam mutirão de atendimento jurídico no metrô Sé em comemoração ao Dia Nacional da Defensoria Pública (19/05)

(Foto: Érico Andrade/G1)

Em comemoração ao Dia Nacional da Defensoria Pública (19/05), defensores públicos do Estado de São Paulo realizam, na próxima terça, um mutirão de atendimento jurídico gratuito, das 8h às 18h, na estação Sé do metrô, Capital. Durante a atividade, também serão distribuídos folders com informações sobre a Defensoria e cartilhas sobre os direitos da mulher, pensão alimentícia e combate à discriminação homofóbica.

Serão 18 defensores públicos que prestarão orientação jurídica à população nas áreas cível, consumidor, família, de defesa da mulher, infância e juventude, combate à discriminação homofóbica, e criminal (veja mais informações abaixo). Caso seja necessária uma medida judicial ou tentativa de um acordo extrajudicial, os defensores informarão ao cidadão os documentos necessários e o encaminharão, com data pré-agendada, a uma das Unidades da Defensoria.

A atividade, uma iniciativa da Defensoria Pública do Estado de São Paulo em parceria com a Associação dos Defensores Públicos Paulistas (APADEP) e a Escola da Defensoria Pública do Estado de São Paulo (EDEPE), faz parte das campanhas nacionais do Conselho Nacional de Defensores Públicos-Gerais (CONDEGE) e também da Associação Nacional de Defensores Públicos (ANADEP).

Serviço

Atendimento jurídico gratuito nas áreas:

Cível – indenização, alvará, reintegração de posse, despejo, usucapião, pedido de medicamentos, revisão de contratos etc.

Família – pensão alimentícia, divórcio, guarda e visita de filhos, investigação de paternidade, inventário, reconhecimento de união estável etc.

Consumidor –casos relacionados a planos de saúde, corte de água e luz, dívidas com empresas etc.

Infância e Juventude – adoção, destituição de poder familiar, defesa de adolescente acusado de prática de crime ou que cumpre medida socioeducativa etc.

Defesa da mulher – casos de violência doméstica e aplicação da Lei Maria da Penha.

Combate à discriminação homofóbica – denúncias de discriminação.

Criminal – defesa de pessoa acusada de prática de crime ou que cumpre pena

Estação Sé do Metrô
19/05 – 8h às 18h

Mais informações

Renata Tibyriçá – Defensora Pública Coordenadora de Comunicação
Carolina Lopes
Cristina Uchôa
Jorge Américo
Tel. (11) 3107-5055 / 9653-6796
[email protected]

+ sobre o tema

Que escriba sou eu?

Tenho uma amiga que afirma que a gente só prova...

Em carta a Dilma, MPL lembra de índios e pede diálogo com movimentos sociais

Convidado para reunião com a presidenta, Passe Livre pediu...

Movimento negro cobra auxílio emergencial de R$ 600 e vacina para todos pelo SUS

Nesta quinta feira (18), a Coalizão Negra por Direitos,...

para lembrar

Chris Brown vai lançar novo CD mais cedo

Fonte: R7 - Gravadora Jive antecipará a distribuição do álbum...

Carta à hebraica

Ter recebido palestrantes de esquerda não é desculpa para...

Sakamoto – Mesmo com proteção, ativista diz que será assassinada

Leonardo Sakamoto A repórter Ana Aranha foi ao Sul...

Refletindo sobre o povo negro

Fonte: Zero Hora- Por: Tarciso Flecha Negra Uma série...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=