Dentista é acusada de racismo contra bebê em São Raimundo Nonato

A delegada da cidade já está investigando o caso.

Por Mayara Dias Do Meio Norte

 

Um caso bastante polêmico tomou conta da população de São Raimundo Nonato (522,8km de Teresina). Uma dentista identificada como Delzuite Ribeiro de Macêdo está sendo acusada de racismo contra um bebê. Segundo a delegada Cynthia Verena, pelo menos oito denúncias de racismo já foram registradas contra a suspeita.

O último B.O registrado foi o da também dentista Thaiane Neves que declarou que sua filha de um mês foi vitima da profissional.

Como prova, Thaiane Neves salvou publicações de Delzuite no Facebook onde a acusada escreveu: “Mais que doutorinha mais baixa essa hein? Já vi que você saiu da senzala porém a senzala ainda não saiu de você. Aí minhas amigas só me chegam com ‘amiga você viu que noiva feia’, ‘mulher como a filhinha de fulana é feia, você ja viu?’ e eu só respondo, ‘não amiga, não me interesso por gente que nunca chegará ao meu tom de pele’, postou ela no seu Facebook.

“E se não querer misturar meu sangue for ‘preconceito’, sim sou ‘preconceituosa’. Mas abraço e beijo meus amigos de outras cores e coloridos. Mas escolhi a dedo com quem me misturar”, mostra outro trecho da postagem ofensiva.

Dra. Delzuite Macêdo está sendo acusada de racismo (Crédito: Reprodução/Facebook)

De acordo com a delegada, não se tem dúvidas do crime. “O B.O já foi registrado e estamos investigando, ela atingiu toda uma raça com essas publicações. Vamos tomar as providências e todas as medidas cabíveis. Outras sete pessoas já denunciaram casos parecidos como esse. A dentista não está mais na cidade, mas quando o inquérito terminar ela possivelmente será presa”, disse.

Segundo Emmanuel de Castro Macêdo, marido de Thaiane Ribeiro Neves, as duas já tiveram um problema antes de todo esse caso. “Ela é uma pessoa desequilibrada, já teve um problema com minha esposa que está em andamento o processo, pois minha esposa colocou ela para fora do apartamento por conta que ela não ajudava nas despesas. Aí na última sexta feira, quando íamos passando eu, minha esposa com minha filha de um mês nos braços e minha irmã na poltrona traseira do meu carro, ela jogou uma tesoura tentando atingir a minha esposa e minha filha, por sorte conseguimos fechar o vidro do carro a tempo e a tesoura pesou no vidro. Logo mais à noite ela foi no Facebook e fez essas postagens sendo preconceituosa. Fomos na delegacia e entramos com processo de racismo e tentativa de homicídio”, declarou ele.

O casal ainda não sabe se já saiu o mandado de prisão, mas Emmanuel afirma que a suspeita está em Teresina. “Ela está escondida no apartamento dos sobrinhos dela”, disse. O pai da criança disponibilizou ainda o áudio em que ele diz ser de Delzuite se referindo a ex-babá do filho dela. Na gravação, a dentista afirma: “Cala tua boca nega sebosa […] vai viver tua vida e me deixa em paz […] manda tua conta que não vamos ficar te devendo não”. (Escute o áudio abaixo)

De acordo com informações, Delzuite Ribeiro de Macêdo já é envolvida em uma briga judicial com o ex-marido, que também é dentista, por causa do filho.

Ao ser procurada pelo meionorte.coma dentista Delzuite Ribeiro de Macedo foi enfática ao dizer que tudo não passa de calúnia. Ela informou ainda que vai solicitar um advogado no Conselho Regional de Odontologia do Piauí (CRO-PI) para que sejam tomadas as devidas providências sobre as calúnias e difamações contra ela.

“Vamos tomar as devidas providências cabíveis quanto essas calúnias e declamações contra minha pessoa”, disse Delzuite Ribeiro de Macedo.

Em outro momento, a dentista afirma que o seu namorado é “moreno da cor de um chocolate” e ressalta que se fosse realmente racista não namoraria uma pessoa morena.

Casal denunciou a dentista após mensagens contra a filha (Crédito: Reprodução/Facebook)

 

+ sobre o tema

A praia não tem cor nem classe social

O apoio do governador Luiz Fernando Pezão ao racismo...

Racismo à moda da casa

Vocês sabiam que já houve campo de concentração no...

A violência contra jovens negros no Brasil

por Paulo Ramos A cada nova divulgação dos dados...

para lembrar

Escritora que teve livro rejeitado pelo Sesi fará mutirão contra intolerância

A obra já foi premiada e traz ilustrações de...

Albinismo e relações raciais: Subjetividade, pertencimento e aspectos sociais

Albinismo é uma alteração genética hereditária, causada por gene...

Notas sobre amor, afeto e solidão do gay negro

Diariamente, após o café da manhã, costumo navegar pelo...
spot_imgspot_img

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...
-+=