Diminuição no consumo de sal evitaria milhões de mortes, aponta estudo

De acordo com um estudo publicado nesta quarta-feira (11) pela revista médica britânica The British Medical Journal, diminuir em 10% o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas. O sal aumenta os riscos de hipertensão e de doenças cardiovasculares. As informações são da Rádio França Internacional.

Do Oportal N10

A quantidade de consumo recomendada para adultos é de 2 gramas de sal por dia, no máximo, no entanto, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a maioria dos adultos consome acima do recomendado. O excesso de sal, presente principalmente em alimentos industrializados, está na origem de cerca de 1,65 milhão de mortes provocadas por doenças cardíacas em todo o mundo, de acordo com a OMS.

Apesar de poucos países até agora terem adotado políticas públicas para tentar diminuir o consumo de sal, pesquisadores, atuando conjuntamente com a indústria alimentícia, avaliaram o impacto de estratégias públicas de prevenção em 183 países. E concluíram que investir o equivalente a apenas 10 centavos de dólar por pessoa (cerca de R$ 0,32), contribuiria grandemente para frear a mortalidade.

Resultado impressionante

Os cientistas também estimaram, baseados no índice de Esperança de Vida Corrigida, o número de anos perdidos pela população mundial por conta do excesso de sal. Segundo o estudo, uma alimentação menos salgada durante um período 10 anos evitaria uma perda anual equivalente a 5,8 milhões de anos de boa saúde.

O custo dos anos ganhos seria equivalente ao que se gasta atualmente em remédios para tratamento de doenças cardiovasculares, apontam os pesquisadores.

+ sobre o tema

Juca Ferreira defende regulação urgente dos meios de comunicação

por Altamiro Borges, do Viomundo A Secretaria de Imprensa da Presidência da...

Veja como vai funcionar a vacinação de crianças contra Covid

O Ministério da Saúde incluiu nesta quarta-feira (5) crianças de 5 a...

Empreendedorismo: Casa do Mídia Étnica recebe lançamento de livro sobre histórias inspiradoras

Na ocasião, o autor de ‘Histórias Inspiradoras’ receberá  Enderson...

Duas faces da barbárie cotidiana – Por Sylvia Debossan Moretzsohn

"Para mim não há diferença entre os justiceiros...

para lembrar

Humanizar olhares – Vinícius – #Enfrente

Vinícius Lima tem 23 anos, é jornalista e cofundador...

As crianças das favelas têm algo para comemorar?

Davison Coutinho, em artigo para o Jornal do Brasil,...

Boaventura de Souza Santos repudia violência no Pinheirinho, em SP

O sociólogo e professor português Boaventura de Souza Santos repudia...

Chamada Pública para Apoio a Ações Emergenciais junto a populações vulneráveis

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) pretende contribuir para a...
spot_imgspot_img

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...

Impacto do clima nas religiões de matriz africana é tema de evento de Geledés em Bonn  

Um importante debate foi instaurado no evento “Comunidades afrodescendentes: caminhos possíveis para enfrentar a crise climática”, promovido por Geledés -Instituto da Mulher Negra em...

Comissão da Saúde aprova PL de garantia de direitos à pacientes falciformes

A Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira (5), o Projeto de Lei nº 1.301/2023, que reconhece a doença falciforme como...
-+=