Filho mais novo de Joe Biden foi expulso da Marinha por uso de drogas

O filho mais novo do vice-presidente dos EUA, Joe Biden, foi expulso da reserva da Marinha americana após testar positivo para cocaína em um exame de controle antidrogas, afirmou o jornal ‘Wall Street Journal”.

Hunter Biden, um advogado de 44 anos, entrou para a Marinha em maio de 2013 e trabalhou em tempo parcial no Departamento de Relações Públicas de Norfolk, no estado da Virginia, em uma unidade da reserva.

Em junho do ano passado, Hunter foi submetido a um exame antidrogas por consumo de cocaína que deu resultado positivo, o que levou à sua expulsão das Forças Armadas, disseram fontes ao “Wall Street Journal”.

O filho mais novo do vice-presidente, que sócio de uma companhia de investimento, disse estar profundamente arrependido e envergonhado.

— Lamento profundamente e me envergonho que minhas ações tenham levado à minha demissão. Foi a maior honra da minha vida servir à Marinha dos EUA. Respeito a decisão deles. Com amor e o apoio da minha família, seguirei adiante — acrescentou Hunter.

De acordo com o jornal, a fim de ser admitido na Marinha, o filho do vice-presidente ganhou duas isenções: um pela idade e outro pelo uso prévio de drogas quando era mais jovem.

A Marinha não quis comentar o que foi publicado no jornal, citando leis de privacidade.

O irmão mais velho e procurador-geral do estado de Delaware, Beau Biden, se juntou à Guarda Nacional da Armada de Delaware em 2003 e serviu durante um ano na Guerra do Iraque.

O vice-presidente e sua mulher, Jill, expressaram publicamente, em várias oportunidades, o orgulho que sentiam por causa do envolvimento militar de seus filhos, que seguiam os passos de seus dois avôs que também serviram à Marinha.

Hunter e Beau são filhos do primeiro casamento de Biden com Neilia Hunter, morta em 1972 em um acidente de carro acompanhada da filha do casal. O político democrata voltou a se casar em 1977 com Jill Tracy Jacobs, com quem teve uma filha, Ashley.

Fonte: O Globo

+ sobre o tema

Lewandowski apresentará normas para uso de câmeras corporais por policiais

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Ricardo...

Defensoria Pública de SP recorre ao STF contra flexibilização nas câmeras corporais na PM

A Defensoria Pública do estado de São Paulo entrou...

Imposto de renda: como apoiar projetos sociais na sua declaração

Pouca gente sabe, mas parte do seu imposto de renda devido...

para lembrar

Marina Silva acerta filiação ao PSB

O quadro sucessório de 2014 sofre uma reviravolta...

Alcântara (MA) é quilombola

A batalha para proteger 792 famílias quilombolas em Alcântara,...

Consciência Negra, Ainda que Tardia

Por Juliano Gonçalves Pereira   Consciência. Esta sempre...

Brasil investe pouco em prevenção de desastres

Separada por duas ruas da margem do rio dos Sinos, a casa onde mora Ana Carolina Dutra da Silva, em São Leopoldo (RS), tem...

Ações para a cidadania

Testemunhamos casos de guerras, violências, feminicídios e racismo diariamente. Em quase todos eles, inúmeras vozes nas redes sociais prontamente assumem posicionamentos com verdades absolutas...

Entidades de segurança pública e direitos humanos dizem que novo edital precariza programa de câmeras da PM em SP

Entidades da sociedade civil ligadas à segurança pública manifestaram preocupação com o novo edital para contratação de 12 mil câmeras corporais para a Polícia...
-+=