França proíbe espetáculo de humorista considerado antissemita

 

O governo francês proibiu nesta terça-feira um espetáculo do controvertido humorista Dieudonné M’bala M’bala, condenado várias vezes por antissemitismo, dois dias antes do início de sua turnê pela França, onde a extrema-direita continua ganhando.

O presidente francês François Hollande, seu primeiro-ministro Jean-Marc Ayrault e o ministro do Interior Manuel Valls declararam guerra ao humorista de 47 aos por atentar contra a dignidade das pessoas.

Em seus espetáculos, o showman stand-up, filho de pai africano e mãe bretã, debocha com humor agressivo de judeus e do Holocausto, ataca os Estados Unidos, os chineses e as mulheres em geral.

A popularidade de Dieudonné se converteu numa dor de cabeça para Hollande e seus ministros, que pisam em ovos para evitar serem acusados de atentar contra a liberdade de expressão. Eles tentaram encurralar o humorista impondo multas, mas ele evita ser processado ao afirmar que seus textos são assinados por sua companheira ou sua mãe.

Em meio à polêmica, o partido de extrema-direita Frente Nacional (FN) – cuja presidente Marine Le Pen já condenou os excessos de Dieudonné-, continua subindo nas pesquisas de opinião. Segundo recente pesquisa da Ipsos, 34% dos franceses antecipam que o partido de extrema-direita se fortalecerá nas eleições municipais de março próximo.

 

 

Fonte: UOL

+ sobre o tema

Investimento e prioridade

Todos os anos, o Dia da Consciência Negra marca...

Hamilton se revolta com reações racistas por vice da Inglaterra: ‘Nojento’

A Inglaterra ficou com o vice campeonato da Eurocopa ao...

Mulher é presa por injúria racial contra vigilante: ‘Serviço de preto’

Crime ocorreu em plataforma de ônibus após discussão, em...

para lembrar

Croácia multada por racismo a Balotelli

  Adeptos croatas usaram objetos pirotécnicos e tiveram conduta imprópria,...

Marcha denuncia mortes e racismo na periferia de São Paulo

  A caminhada, realizada pelo Comitê Contra o Genocídio da...
spot_imgspot_img

Caça aos livros

Está aberta a temporada de caça aos livros no Brasil! Mas atenção. A perseguição restringe-se à indicação pedagógica de certas obras capazes de promover o debate e a...

Debate racial ficou sensível, mas menos sofisticado, diz autor de ‘Ficção Americana’

De repente, pessoas brancas começam a ser degoladas brutalmente com arame farpado. O principal suspeito é um homem negro que sempre está na cena...

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...
-+=