sábado, novembro 27, 2021
InícioÁfrica e sua diásporaAfro-brasileiros e suas lutasFundador de ONG é um dos afrodescendentes mais influentes do mundo

Fundador de ONG é um dos afrodescendentes mais influentes do mundo

O brasileiro Edu Lyra, fundador da organização Gerando Falcões, acaba de entrar na lista dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo. Outros 10 brasileiros também estão na lista

Eduardo Lyra é jornalista, fundador e CEO do Instituto Gerando Falcões, uma organização da sociedade civil (OSC) que atua em rede nas periferias e favelas do Brasil, promovendo capacitação profissional e integração social a crianças e jovens por meio da cultura e do esporte. Este ano, ele passou a ser também um dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo.

A lista, promovida pela organização Most Influential People of African Descent (MIPAD), em inglês, tem como objetivo homenagear pessoas de descendência africana que sejam referências em suas áreas de atuação por todo o mundo, formando assim uma rede progressista que reconheça e valorize o continente africano e as populações afrodescendentes em geral. A iniciativa tem ainda o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU).

O brasileiro Edu Lyra passa a compor a lista de 2021 na categoria “ativismo” junto da cineasta Viviane Ferreira. Os outros dez brasileiros que também integram a lista deste ano são: a vereadora de São Paulo Erika Hilton (PSOL) em “política”; a jornalista da CNN Brasil Luciana Barreto em “mídia”; a criadora do AfroGooglers Christiana Silva Pinto em “negócios e empreendedorismo”; a cantora Margareth Menezes em “música”, o apresentador da Trace Brasil Ad Junior, o economista e ex-participante de reality Gil do Vigor e a diretora e documentarista Claudia Alves em “mídia e cultura”; e os atores Taís Araújo e Lázaro Ramos em “TV e filmes”.

SOBRE EDU LYRA E O GERANDO FALCÕES

Eduardo Lyra nasceu e cresceu em uma comunidade na periferia de Guarulhos, na Grande São Paulo. Com incentivo da mãe, estudou e se dedicou a projetos sociais desde jovem. Em 2011, teve a ideia de criar uma organização, o Instituto Gerando Falcões, que se consolidou em 2013.

O objetivo da OSC sempre foi trazer oportunidades de educação socioemocional e profissional para jovens moradores de favelas e periferias, para que esses pudessem se transformar em líderes no futuro. Além das parcerias com a iniciativa privada para o financiamento das ações, Edu Lyra também se inspirou nesse setor para organizar melhor suas estratégias.

Atualmente, o instituto conta com apoio de grandes empresas e mantém uma série de projetos que atingem mais de 720 favelas espalhadas por todo o Brasil.

Não é a primeira vez que Edu Lyra é reconhecido por sua atuação no terceiro setor. Ele já foi nomeado pelo Fórum Econômico Mundial como um dos 15 jovens brasileiros que podem melhorar o mundo e eleito pela Revista Forbes Brasil um dos 30 jovens mais influentes do país. Agora, conquista também a homenagem de um dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo.

RELATED ARTICLES