Governo recua na proposta de igualar salário de mulheres ao de homens

Recurso apresentado nesta sexta-feira (9/3) pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), e assinado por mais oito senadores, fará com o projeto de lei que estabelece multa para empresas que pagam às mulheres salários menores do que aos homens pela mesma atividade seja reexaminado pela Comissão de Assunto Econômicos (CAE).

Aprovado na última terça-feira (6), em caráter terminativo na Comissão de Direitos Humanos (CDH), o projeto seguiria para sanção da presidente Dilma Rousseff se não fosse apresentado o requerimento. Segundo a assessoria do senador Romero Jucá, a proposta precisa ser melhor examinada para que fique claro no texto as hipóteses de discriminação à mulher. Na CAE, a matéria poderá ser objeto de novas emendas para mudar o texto aprovado na comissão.

O projeto foi relatado na CDH pelo presidente do colegiado, senador Paulo Paim (PT-RS), e na Comissão de Assuntos Sociais, pelo senador Waldemir Moka (PMDB-MS). Nas duas comissões o parecer foi pela aprovação integral do projeto. A votação na CDH foi unânime pela aprovação e comemorada pelas senadoras presentes.

Paim defendeu o projeto, de autoria do deputado Marçal Filho (PMDB-MS), argumentando que a multa não é exorbitante nem exagerada, mas que deverá ter efeito para inibir a discriminação.

 

 

Fonte: Correio Braziliense

+ sobre o tema

Brasil não avançou no enfrentamento concreto ao racismo, diz ativista

Os números não deixam espaço para dúvidas: entre as...

Oito milhões de mulheres indígenas sofrem violência

A Comissão Nacional de Direitos Humanos do México estima...

Toda a força da mulher negra

Serena e incisiva, Zaika dos Santos usa sua música,...

Turcas protestam contra declaração de vice-premiê no Twitter

Bulent Arinc havia aconselhado as mulheres a não rirem...

para lembrar

São Paulo lidera a lista de denúncias de homofobia

A SDH (Secretaria de Direitos Humanos) do governo federal...

Lúcia Xavier lidera lista triplice para Ouvidoria Geral do RJ

Lúcia Maria Xavier de Castro, Pedro Daniel Strozenberg e...

Adeola: mulheres negras se vestem de princesas pelo ensino de África nas escolas

A educação é fundamental para o desenvolvimento e a...

Tradicional marcha das mulheres comemora o 8 de Março em Salvador

A luta por igualdade de oportunidades, por mais representantes...
spot_imgspot_img

CNJ pede explicações a juízas sobre decisões que negaram aborto legal

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu nesta sexta-feira (12) intimar duas magistradas do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) a prestarem esclarecimentos sobre...

Instituto Mãe Hilda anuncia o lançamento do livro sobre a vida de matriarca do Ilê Aiyê

O livro sobre a vida da Ialorixá Hilda Jitolu, matriarca do primeiro bloco afro do Brasil, o Ilê Aiyê, e fundadora do terreiro Acé...

Centenário de Tia Tita é marcado pela ancestralidade e louvado no quilombo

Tenho certeza que muitos aqui não conhecem dona Maria Gregória Ventura, também conhecida por Tia Tita. Não culpo ninguém por isso. Tia Tita é...
-+=