Greenwald critica monopólio da mídia e lança Intercept em português

Jornalista norte-americano, que denunciou recentemente a fraude da pesquisa Datafolha, destaca a “reação extraordinária” às reportagens do portal no Brasil e diz que “ficou claro que há um enorme apetite por formas alternativas de jornalismo no país”; “Há muito tempo, o quinto país mais populoso do mundo é dominado por um número reduzido de veículos de comunicação, dos quais a grande maioria apoiou o golpe de 1964 e os 21 anos da violenta ditadura de direita que se seguiram. Essas instituições ainda pertencem às mesmas cinco famílias extremamente ricas e poderosas”, diz ele em um texto de apresentação, acrescentando que o “monopólio resultou em um mercado de comunicação que asfixia a diversidade e a pluralidade de opiniões”

Do Brasil 247 

O jornalista norte-americano Glenn Greenwald, conhecido por tornar públicos os segredos do ex-agente da CIA Edward Snowden no jornal britânico The Guardian, acaba de lançar a versão em português de seu portal de notícias, o The Intercept. Em um texto de apresentação da página, ele faz críticas ao monopólio da mídia no Brasil.

Ele cita que os artigos do portal escritos em inglês e português têm tido uma “reação extraordinária” e que o público tem “crescido rapidamente”. Greenwald, que recentemente denunciou a fraude da pesquisa Datafolha que escondeu números aos leitores, diz que “ficou claro que há um enorme apetite por formas alternativas de jornalismo no país”.

“Há muito tempo, o quinto país mais populoso do mundo é dominado por um número reduzido de veículos de comunicação, dos quais a grande maioria apoiou o golpe de 1964 e os 21 anos da violenta ditadura de direita que se seguiram. Essas instituições ainda pertencem às mesmas cinco famílias extremamente ricas e poderosas”, diz ele, acrescentando que o “monopólio resultou em um mercado de comunicação que asfixia a diversidade e a pluralidade de opiniões”.

“Acreditamos que a sede por um jornalismo mais independente, pluralístico e destemido vai além da crise política pela qual passa o país. Ao simplesmente ignorar grande parte da população, os grandes veículos de comunicação brasileiros mascaram os principais desafios sociais e econômicos presentes, assim como a diversidade de opiniões e movimentos existentes no país”, afirma. Ele define os jornalista e blogueiros independentes no Brasil como uns dos “mais dinâmicos e talentosos do mundo”.

+ sobre o tema

para lembrar

Posto de saúde combate DSTs com criatividade

Unidade do Caju distribuiu bonecos feitos de garrafa pet...

O ouro canibal

Em “A queda do céu”, primeiro livro escrito por...

A internet a serviço do jornalismo

Fonte: Folha de São Paulo-   Por Carlos Eduardo...

Usina não será obrigada a dar comida a cortadores de cana

Fonte: Folha de São Paulo - Acordo diz que será...
spot_imgspot_img

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...

Nota pública do CONANDA contrária ao Projeto de Lei 1904/2024

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, instância máxima de formulação, deliberação e controle das polícas públicas para a...

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...
-+=