terça-feira, julho 7, 2020

    Tag: Mídia

    blank

    Como a mídia ajudou a construir o “mito” que ameaça a democracia

    Décadas de discurso anti-política, anti-PT e em prol da intolerância forjaram o caminho para que fascistas chegassem onde estão Por Helena Martins Do Carta Capital Foto: Blue Bus Nos últimos dez anos, o crescimento de candidatos de extrema-direita e, inclusive, fascistas marcou e transformou o cenário político em diversos países. Da França à Colômbia, dezenas sofreram com o avanço conservador. Aqui, seguimos caminho semelhante, com o pêndulo da consciência social tendendo radicalmente à direita. Um fenômeno tão profundo só pode ser explicado por múltiplos fatores. Entre eles, é inegável o papel da permanência da cultura machista, racista e homofóbica. E do estímulo ao individualismo que, em contexto de aumento do desemprego e da desigualdade, transforma o outro – como o imigrante ou os setores atendidos por políticas sociais – em inimigo. A permanente crise econômica é acompanhada pela busca de respostas fáceis, ainda que falsas. A esquerda ...

    Leia mais
    Largo da Batata foi tomado por manifestantes em apoio às mulheres: 250 mil pessoas, segundo organizadores (DANILO QUADROS / MÍDIA NINJA)

    Manifestantes tomam o Largo da Batata, em SP, para lutar contra o fascismo

    As manifestações contra a escalada do ódio e do fascismo convocadas por mulheres ganharam as ruas de mais de 30 cidades no Brasil e de 15 no exterior neste sábado (29). O rechaço ao candidato da direita nas eleições de outubro Jair Bolsonaro (PSL) também reuniu uma multidão por #EleNão em São Paulo, no Largo da Batata, zona oeste da cidade. Por volta de 18h30 a Polícia Militar estimava a concentração em 150 mil pessoas, enquanto os organizadores falaram em 250 mil pessoas, segundo a reportagem da Rádio Brasil Atual. Entre as razões dos atos, está o fato de Bolsonaro pregar a misoginia, a homofobia e ameaçar a democracia, não aceitando o resultado das eleições, caso ele não seja o vencedor. “Depois do golpe contra a Dilma Rousseff (PT), muitos valores estão indo por água abaixo. Precisamos nos posicionar sobre o que não queremos para o Brasil de jeito nenhum. Nenhuma ditadura ou coisas que separem ...

    Leia mais
    blank

    Verdadeiros culpados pelo tráfico de drogas são protegidos da mídia brasileira

    Carl Hart, neurocientista e especialista em drogas: "mídia brasileira esconde os verdadeiros responsáveis pelo tráfico" Do Pragmatismo Politico  O Brasil continua atraindo holofotes. Outrora pela Copa do Mundo e Olimpíadas, agora pelo o caos político e a violência generalizada, uma diretamente ligada a outra, inclusive. A situação é tão ruim, as políticas públicas são tão equivocadas, que o Rio – especialmente – virou um lugar em que todo bom pesquisador de política de drogas precisa fazer pelo menos uma peregrinação na sua carreira. Para o professor de neurociência da Universidade Columbia, Carl Hart, esta já é a sexta. Desta vez, Hart se encontrou com jovens que integram o Movimentos – um grupo de jovens de várias favelas e periferias do Brasil que acredita que uma nova política de drogas é urgente e precisa ser discutida com eles, que sofrem o impacto direto da “guerra às drogas”. O papo foi no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro, na última sexta feira (08). “Nós somos a população que mais morre em circunstância ...

    Leia mais
    blank

    Charlottesville: Mídia brasileira evita palavra “nazistas” e escolhe “supremacistas”

    Por Ivan Longo Do Revista Fórum Não é à toa. No protesto absurdo de Charlottesville (EUA), manifestantes gritavam contra negros, judeus, LGBTs, imigrantes e exaltavam a “superioridade” branca. No Brasil, todos esses valores são disfarçados pelo antipetismo que essa mesma mídia ajuda a alimentar. Se chamarem, então, os “supremacistas” americanos de nazistas, teriam que chamar muito cidadão de bem de verde e amarelo de nazista também. Aí já é demais O protesto, no entanto, tinha uma voz uníssona: contra negros, judeus, LGBTs, pela “pátria” e exaltando a superioridade branca – elementos que fazem parte da base fundadora da ideologia nazista. Neste sentido, a manifestação de Charlottesville tinha caráter, sim, neonazista. Em artigo, o deputado federal Rogério Correia fez o alerta: “Reivindicavam a ‘supremacia branca’, daí serem chamados de ‘supremacistas’ pela mídia. São mais do que isso: são racistas. Fascistas. Neonazistas. Charlottesville merece mais do que o repúdio. De nós, brasileiros, serve ...

    Leia mais
    blank

    Como a casta política controla o que o brasileiro sabe

    Pesquisadora da UFRJ revela, em livro, as relações íntimas entre os parlamentares e as TVs e rádios pelas quais o pais se (des)informa. Fenômeno não se limita às regiões mais pobres, ao contrário do que se pensa Por Taís Seibt Do Outras Palavras Durante a corrida presidencial de 2002, uma grande quantidade de dinheiro foi apreendida no escritório da pré-candidata a presidente da República pelo PFL, Roseana Sarney. A descoberta do dinheiro, que seria usado como caixa 2, levou Roseana a desistir da campanha presidencial para concorrer ao senado. Filha de José Sarney, Roseana tinha a política no sangue, mas não apenas isso. Era também herdeira de um império midiático regional: a família Sarney comandou a afiliada maranhense da Rede Globo até o começo deste ano. Natural do Maranhão e estudando no Rio de Janeiro, Pâmela Araújo Pinto decidiu analisar em sua pesquisa de mestrado, na Universidade Federal Fluminense (UFF), ...

    Leia mais
    Foto: Getty Images

    Mídia estrangeira destaca Lula como vítima de perseguição

    Discurso duro do ex-presidente ao juiz Sergio Moro de que é "alvo de uma caçada Judicial" e sofre perseguição na imprensa foi destaque nas agências e nos veículos de comunicação estrangeiros nesta quinta-feira 11, após o depoimento em Curitiba; os correspondentes focaram ainda nas declarações de Lula de que "não há pergunta difícil para quem fala a verdade", pedindo aos procuradores provas de que o apartamento é dele e chamando o julgamento de "farsa", como fizeram Associated Press, BBC, Reuters, Le Monde e Al Jazeera Foto: Getty Images Do Brasil247 Ao contrário dos jornais brasileiros, que abordaram em suas manchetes nesta quinta-feira 11 que o ex-presidente Lula atribuiu à sua mulher, Marisa Letícia, já falecida, a escolha de um triplex no Guarujá - que a acusação não conseguiu provar ser dele - veículos da imprensa internacional destacaram seu duro discurso ao juiz Sergio Moro, de que ...

    Leia mais
    blank

    Especialistas apontam influência da mídia no discurso de ódio contra mulheres

    Para Juliana de Faria, foi um erro a divulgação sem contexto da carta do autor da chacina. 'A carta tem um cunho de manifesto. É terrorismo misógino' Por Luciano Velleda, para Carta Maior São Paulo – As justificativas do assassino Sidnei Ramis de Araújo, de 46 anos, autor da chacina ocorrida na festa de ano novo em Campinas, interior de São Paulo, matando a ex-mulher Isamara Filier, de 41 anos, e o próprio filho João Victor, 8 anos, e mais 10 pessoas, ganhou eco nas redes sociais e em sites de notícias – as alegadas razões do homicida para cometer o crime premeditado encontrou quem "compreendesse seus motivos". Em sua carta, divulgada na imprensa, o assassino esbravejou discurso de ódio contra as mulheres em geral e especificamente contra a ex, a quem culpava por ter perdido a guarda do filho. A repercussão na internet brasileira não surpreendeu Juliana de Faria, fundadora ...

    Leia mais
    blank

    A mídia constrói espelhos onde não consegue se refletir

    Nos últimos dois anos a grande mídia brasileira nutriu-se dos escândalos de corrupção na política e da crise institucional entre os poderes da República. Foi um verdadeiro festival de produção de sentido baseado nos vazamentos das delações da Operação Lava Jato diretamente de Curitiba para o centro nervoso das redações. Parte determinante deste processo de recebimento de informações ditas sigilosas era definir e selecionar as notícias para um determinado público, um lugar de fala ou para reverberar uma opinião editorial. Por Mailson Ramos Enviado para o Portal Geledés O circo midiático que nasceu deste processo de seleção de notícias foi fundamental para mudar os rumos da política nacional a partir de posicionamentos nada imparciais incidentes sobre a opinião pública. Mobilizar massas, converter uma cobertura jornalística em propaganda, angariar apoio em detrimento da isonomia do jornalismo e catalisar ideais políticos foram algumas das iniciativas da mídia corporativa para cambiar os rumos de uma ...

    Leia mais
    blank

    Alma Preta organiza debate sobre democratização da mídia no país

    Atividade marca o lançamento da campanha de assinaturas e loja virtual do Alma Preta, portal de imprensa negra Por Pedro Borges, do Alma Preta  No dia 26 de Novembro, sábado, o Alma Preta, portal de mídia negra, organiza um encontro para discutir a democratização da mídia no país. A atividade tem início às 13h e acontece no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, Rua Rêgo Freitas, 530, centro. Os convidados para o debate são Rosane Borges, pós-doutoranda na USP, Dennis de Oliveira, professor da USP, Aline Ramos, idealizadora do blog Que Nega é Essa?, e Oswaldo Faustino, integrante da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial, COJIRA. O poeta Akins Kintê participa da abertura da atividade com intervenções poéticas. O evento também serve para o Alma Preta divulgar a sua campanha de assinaturas e loja virtual como formas de sustentar o projeto. “É importante que a mídia negra se adeque aos novos ...

    Leia mais
    blank

    A cobertura midiática das escolas ocupadas: silêncio e criminalização

    Como em vários momentos da história, a imprensa, quando não invisibiliza a ação dos estudantes, criminaliza as ocupações e quem luta por direitos Por Marina Pita* no Carta Capital O silêncio pode dizer mais do que mil palavras. A frase – dessas compartilhadas em grupos de WhatsApp pela manhã – significa muito na atual conjuntura do país. Num contexto de mais de mil escolas ocupadas em todo o Brasil contra a PEC 241 e a Medida Provisória que reforma o Ensino Médio, o silêncio da imprensa sobre a mobilização dos estudantes é mais um capítulo sombrio do processo pelo qual passa o país, exemplar quando falamos de ausência de diversidade e garantia do acesso à informação no Brasil. Muita gente só tomou conhecimento das ocupações no último final de semana, quando locais de votação no segundo turno das eleições municipais tiveram que ser trocados em função das escolas mobilizadas. Até ali, as matérias – principalmente na televisão ...

    Leia mais
    blank

    Quando a violência contra a mulher vira espetáculo na mídia: o que aprendemos com o caso Eloá

    “Inconformado com o fim do relacionamento”, “crise de ciúmes”, “crime passional”… A forma como a imprensa cobre casos de violência doméstica diz muito sobre como os jornalistas entendem o que é agressão contra a mulher e sobre a sociedade que assiste a esse noticiário. Para Lívia Perez, diretora do documentário Quem Matou Eloá?, que será apresentado ao público em São Paulo esta semana, a espetacularização da violência e a abordagem da mídia televisiva nos casos de violência contra a mulher têm tudo a ver com a posição em quinto lugar do Brasil no ranking de países que mais matam mulheres no mundo. O documentário traz uma análise crítica de especialistas em assuntos como violência contra a mulher, polícia e mídia sobre a forma como o sequestro em cárcere privado e posterior homicídio da jovem Eloá Cristina Pimentel pelo ex-namorado Lindemberg Fernandes Alves foi abordado pela imprensa brasileira em outubro de 2008. Depois ...

    Leia mais
    blank

    “Sofri com a falta de referências”, diz âncora do SBT sobre negros na TV

    Joyce Ribeiro é a única negra a apresentar diariamente um jornal de rede na televisão Por Sandro Nascimento Do NaTelinha No comando do matutino "Primeiro Impacto" desde março no SBT, a jornalista Joyce Ribeiro é a única apresentadora negra fixa em um telejornal de rede no país. "Tenho consciência desta responsabilidade e sou muito feliz por ter chegado a esta posição na carreira", diz. Em entrevista exclusiva para este colunista do NaTelinha, Joyce Ribeiro reclama da falta de espaço dos negros na TV e comenta sobre os ataques racistas que sofreu em 2011 pela internet: "Hoje acho que o sentimento de tristeza abala mais. Comprovar que ainda vivemos em um mundo com pessoas tão limitadas e focadas em espalhar o ódio das mais diversas formas entristece muito". No início do ano, lançou seu primeiro livro pela editora Planeta, "Chica da Silva - Romance de uma vida". "Escrever meu primeiro livro foi a ...

    Leia mais
    blank

    Exército promete apurar ação de agente secreto entre jovens

    Denúncias de que o capitão de inteligência do Exército Willian Pina Botelho tentava se aproximar de manifestantes e movimentos sociais com uma identidade falsa pelo aplicativo de paquera Tinder e pelas redes sociais serão investigadas pelo Exército; no domingo passado (4), quando ele foi preso com 21 jovens pela Polícia Militar em São Paulo antes de um ato contra Temer, sua identidade foi revelada na internet; no Tinder, o agente aparece com o nome Baltazar Nunes, o Balta; a controversa prisão do grupo de manifestantes, considerada ilegal pela Justiça 24 horas depois, foi motivada por uma denúncia anônima; “Com relação aos fatos questionados, as circunstâncias estão sendo apuradas”, informou o Exército Do Brasil247 O Exército informou que irá apurar as circunstâncias da provável infiltração de um capitão da inteligência em movimentos sociais e grupos de manifestantes de esquerda, revelada nesta semana após a prisão controversa de um grupo de 21 ...

    Leia mais
    blank

    Ivana Bentes: narrativa do impeachment foi construída pela mídia brasileira

    Tempestade midiática foi calibrada e modulada, sua velocidade e intensidade foi gerida. Efeito co-produziu um exército de trolls nas redes e a polarização exacerbada entre direita e esquerda Por Ivana Bentes Do RBA Eis que a profecia autorrealizável se cumpriu. "PT deixa o governo após 13 anos" é a frase-slogan de triunfo de um grupo político 4 vezes derrotado nas eleições e estampado neste 31 de agosto de 2016 no site da Globo, deixando claro o que estava em jogo no impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A operação jurídico-midiática que viabilizou o impeachment também explicitou um fato sabido: o negócio da mídia brasileira não é jornalismo e nem notícias, é construção de crise, instabilidade e "normalidade". É o que podemos chamar também de novelização das notícias e uma tentativa exaustiva de "direção de realidade". Foi o que vimos desde o editorial de 1º de janeiro de 2015 de O Globo, ...

    Leia mais
    blank

    Greenwald critica monopólio da mídia e lança Intercept em português

    Jornalista norte-americano, que denunciou recentemente a fraude da pesquisa Datafolha, destaca a "reação extraordinária" às reportagens do portal no Brasil e diz que "ficou claro que há um enorme apetite por formas alternativas de jornalismo no país"; "Há muito tempo, o quinto país mais populoso do mundo é dominado por um número reduzido de veículos de comunicação, dos quais a grande maioria apoiou o golpe de 1964 e os 21 anos da violenta ditadura de direita que se seguiram. Essas instituições ainda pertencem às mesmas cinco famílias extremamente ricas e poderosas", diz ele em um texto de apresentação, acrescentando que o "monopólio resultou em um mercado de comunicação que asfixia a diversidade e a pluralidade de opiniões" Do Brasil 247  O jornalista norte-americano Glenn Greenwald, conhecido por tornar públicos os segredos do ex-agente da CIA Edward Snowden no jornal britânico The Guardian, acaba de lançar a versão em português de ...

    Leia mais
    blank

    A direita está mais mobilizada que a esquerda nas redes

    Estudo mostra que páginas de movimentos conservadores e contrários ao PT acumulam mais curtidas no Carta Capital Desde a abertura do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff, no dia 12 de maio, a direita se mostra muito mais mobilizada nas redes do que a esquerda. É o que mostra o Mapa das redes de mobilização no Facebook, construído pelos professores Esther Solano (Unifesp), Pablo Ortelllado (USP) e Marcio Moretto (USP). O retrato, feito entre 11 e 25 de junho na rede social que possui no Brasil 99 milhões de usuários ativos mensais, mostra que as páginas de direita se sobressaem quanto ao número de curtidas, seja em posts e conteúdo compartilhado ou mesmo na própria página de apresentação. De acordo com os especialistas que apresentaram resultados preliminares da pesquisa na última quinta-feira (28), se na época da votação na Câmara e no Senado do processo de impeachment a atividade do espectro ...

    Leia mais
    blank

    Seminário, em salvador, trata das mulheres negras nos campos da mídia, representação e memória

    A atividade, organizada pelo Odara Instituto da Mulher negra, faz parte da programação da 4ª edição do Julho das Pretas No Instituto Odara Com o intuito de debater temas como representação, memória coletiva, e espaço político das mulheres negras, o Odara – Instituto da Mulher Negra realizará o “Seminário Mulheres Negras No Foco: Mídia, representação e Memória”, no Auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris), em Salvador, nos dias 7 e 8 de julho. As inscrições para o seminário podem ser realizadas através do email: [email protected]  até o dia 28 de junho. O evento faz parte da programação da 4ª edição do Julho das Pretas, na Bahia, e vai debater sobre as mulheres negras e o acesso ao direito à comunicação, representação política, construção dos discursos e narrativas de luta negra e feminista, estratégias e desafios para assegurar o registro e memória da história desta população. O objetivo do ...

    Leia mais
    blank

    Brasil desmoralizado nos maiores jornais do mundo

    Washington Post - "A pressão política no Brasil, em função das denúncias de corrupção, acua o presidente interino Michel Temer" Do Jornal do Brasil >> 'Washington Post': Governo interino do Brasil é tão corrupto quanto o que foi forçado a sair? Financial times - "Temer passa por dificuldades por escândalos de corrupção" >> 'Financial Times': Temer é acusado de suborno e corrupção Wall Street Journal - "Presidente brasileiro MIchel Temer diz que delator mente" >> 'WSJ' publica na íntegra nota do delator reafirmando denúncias contra Temer El País - "Temer é acusado de corrupção" >> 'El País': Temer nega acusações de suborno mas delator reafirma denúncias Stratfor - "Até quando o Brasil vai tolerar a corrupção?" >> 'Stratfor': Quando a corrupção já não é mais tolerável no Brasil The Intercept - "Conforme a corrupção se alastra, cai a máscara do governo Temer" > 'The Intercept': Caem as máscaras dos movimentos pró-impeachment Como o JB antecipou nesta quinta-feira (16), a sucessão de escândalos faz ...

    Leia mais
    blank

    Entre sabujos e desacreditados

    Todos nós sabemos qual foi o papel da grande imprensa durante a ditadura militar, instalada em 1964. Os grandes jornais deste país cumpriram a nefasta tarefa de dar ares democráticos a um golpe de Estado. Enviado por Mailson Ramos via Guest Post para o Portal Geledés  O ‘Estadão’ estampou em sua capa no dia 2 de abril de 1964 a seguinte frase: ‘Vitorioso movimento democrático’; O Globo não ficou atrás: ‘Empossado Mazzilli na presidência’, com um editorial performático: ‘Ressurge a democracia’. Passados mais de cinquenta anos do golpe, tímidos pedidos de perdão ocuparam as redações destes veículos; a tradução imperfeita de um mea culpafoi extraída a duras penas de chefes de redação, mas nunca dos seus superiores. Os coronéis midiáticos jamais pediram perdão por apoiar o regime porque nunca se arrependeram de tê-lo feito. É a simples constatação do fato de que não é preciso pedir perdão por um crime que ...

    Leia mais
    blank

    Curso oferece formação sobre mídias negras

    Entre os dias 15 e 16 de julho, a Frente de Mídias Negras de São Paulo organiza um curso para apresentar o histórico da comunicação preta no país, a sua situação no presente e as técnicas utilizadas para a criação das novas plataformas digitais. A proposta é oferecer aos participantes as ferramentas básicas para a construção de um portal ou blog. Texto: Pedro Borges / Imagem: Moska Santana / Edição de imagem: Pedro Borges, do Alma Preta  A atividade acontece na Usp, no campus Butantã, e conta com a parceria do Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação, CELACC-USP. O chefe do departamento de jornalismo e coordenador do CELACC-USP, professor Dennis de Oliveira, ressalta a importância da atividade. “Formação na comunicação eu sempre digo que é continua, ela nunca termina. Qualquer tipo de iniciativa, formação que tenha esse viés político, teórico, conceitual e prático sempre é bem vinda”. Grupo é uma organização das mídias negras ...

    Leia mais
    Página 1 de 9 1 2 9

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist