Haddad diz que não deixará mensalão mineiro fora do 2º turno

Candidato do PT à Prefeitura de SP falou à Rádio CBN nesta segunda-feira.
Haddad buscará apoio de Chalita e Russomanno.

 

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, afirmou nesta segunda-feira (8), em entrevista à Rádio CBN, que não teme discutir ética na campanha e que, caso o PSDB insista em usar o julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF) como arma, não hesitará em falar também do “mensalão tucano”. Em 2007, 15 pessoas foram denunciadas sob acusação de participação no suposto esquema de compra de votos e lavagem de dinheiro em Minas Gerais, em um esquema conhecido como mensalão mineiro. O caso ainda tramita no STF e na Justiça Federal.

Neste domingo (7), Serra voltou a usar o mensalão do PT no governo federal em seu discurso ao comemorar a passagem para o segundo turno. Segundo ele, os valores “estão voltando à moda” na política brasileira devido ao julgamento de integrantes do PT no STF pelo mensalão. “A ação política é revestida de valores e eu quero reiterar isso aqui. Isso é muito importante, valores, que é uma coisa que no Brasil ameaçou, saiu de moda, e felizmente com o nosso STF esta voltando à moda, os valores”, disse.

“Esta administração da Prefeitura, comandada pelo Serra e o (Gilberto) Kassab, talvez seja uma das piores em termos de ética. Eles ficam querendo apagar minha estrela, que é honrada. Sou professor, tenho 30 anos de vida acadêmica, tenho uma vida pública honrada. No Ministério da Educação administrei um orçamento que é quase duas vezes maior que o de São Paulo”, afirmou Haddad.

“O Serra tem este método de querer destruir uma reputação. Ele me conhece, ele sabe da minha vida, conhece minha biografia”, rebateu ele, afirmando que se o mensalão for usado contra sua candidatura, vai reagir. “Não vou me conformar que o mensalão do PSDB fique de fora do tapete. O mensalão mineiro também deve ser julgado logo”, acrescentou o candidato.

Segundo a CBN, José Serra também foi convidado a falar ao vivo nesta manhã, mas informou, através da sua assessoria de imprensa, que não daria entrevista.

Articulações políticas
Haddad disse entender que, apesar de o PT ter perdido a disputa em dez capitais, inclusive Belo Horizonte e Recife, o partido cresceu em relação à eleição municipal de 2008. “Se formos avaliar o desempenho do PT nas urnas, o PT surpreendeu, fomos muito bem nas votações”.

O candidato afirmou que os resultados obtidos nas urnas por Celso Russomano (PRB), com 21,6% dos votos, e Gabriel Chalita(PMDB), com 16,6%, mostram que “a cidade está pedindo mudança”. “Chalita e Russomanno também tiveram votações expressivas. Se somarmos tudo, vai mostrar que dois terços da cidade estão pedindo mudança, e isso foi expresso nas urnas”, afirmou.

Haddad disse ainda que buscará apoio de ambos os candidatos derrotados em busca da vitória no segundo turno. “O Russomanno fez uma caminhada pela mudança, para mudar a cidade, assim como Chalita fez. Os dois partidos compõem a base aliada do PT no governo Dilma. Vejo como natural qualquer tentativa de entendimento”, afirmou.

“É óbvio que vou respeitar suas decisões e esperar as reuniões dos partidos. Mas queria contar com todos os partidos da base aliada da Dilma”, acrescentou.

 

 

Fonte: G1

+ sobre o tema

Obama afirma que reanimar a economia é sua tarefa mais urgente

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, considera que...

Tribunais são enviesados contra mulheres e negros e não fazem justiça, diz advogada da OAB

Os Tribunais de Justiça são enviesados e, por isso,...

O tal “panelaço” tem cara, grife, cor e endereço, nobre, diga-se de passagem

O tal "panelaço", importado da Argentina, de que  grande...

O silêncio da mídia diante da denúncia de golpe do fotógrafo brasileiro ganhador do Pulitzer

Dez dias atrás, o fotógrafo Mauricio Lima foi festejado pelos grandes meios...

para lembrar

Raoul Peck sobre ‘O Jovem Karl Marx’: “Vou ao passado para compreender a eleição de Trump”

O realizador politicamente implicado aposta num cinema de causas a...

Escravidão e discriminação

Por Margareth Menezes     Neste momento, em...

Presidente Lula anuncia investimento em catadores de materiais recicláveis

Fonte: G1- Trabalhadores terão carros elétricos para coleta de...

Texto exemplar da Juíza Federal Raquel Domingues do Amaral

"Sabem do que são feitos os direitos, meus jovens? no...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=