Inscrições para o Sisu 2015 começam no dia 19 de janeiro

Prazo vai até o dia 22 de janeiro.
Sistema seleciona alunos para vaga em universidades públicas pelo Enem.

No G1

Divulgação/Sisu

As inscrições para a primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) estarão abertas entre os dias 19 de janeiro até as 23h59 do dia 22 de janeiro, exclusivamente pelo site www.sisu.mec.gov.br. O edital foi publicado nesta segunda-feira (5) no Diário Oficial da União.

O Sisu seleciona alunos para vagas em instituições públicas de ensino superior a partir da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para participar desta edição, o candidato tem de ter feito a edição 2014 do exame e não ter zerado na redação. O estudante poderá se inscrever em até duas opções de vaga.

O resultado da primeira chamada regular será divulgado no dia 26 de janeiro.

Prouni
As inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni), referente ao primeiro semestre de 2015, ocorrem entre os dias 26 de janeiro até as 23h59 do dia 29.

Podem disputar uma bolsa de estudo estudantes brasileiros que tenham feito o Enem e que atenda ao menos uma das condições a seguir:

– Tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
– Tenha cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
– Tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
– Seja pessoa com deficiência;
– Seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública.

O resultado da primeira chamada sai no dia 2 de fevereiro e da segunda no dia 19 de fevereiro.

+ sobre o tema

História afro-brasileira nas escolas eleva autoestima de crianças

Conhecimento por meio da cultura melhora desempenho escolar e...

Marcelo Knobe: ‘Sem universidade pública, o Brasil não tem futuro’

Para o reitor da Unicamp, financiamento estável e liberdade...

VÍDEO: O professor que ajuda a desconstruir masculinidades

Caio César tem 24 anos, é morador de Mesquita...

para lembrar

Jovem gay expulso de casa consegue bolsa de estudos e R$ 400 mil

Seth Owen chegou a morar na rua antes de...

Nunca se escreveu tanto, tão errado e se interpretou tão mal

Saber ler e interpretar é questão de sobrevivência e...

Paridade Racial na educação infantil

Este Texto ensaístico formalapresenta os resultados de pesquisa realizada...

‘Não existe abandono escolar, existe exclusão escolar’

O Brasil tem sido um dos países que apresenta...
spot_imgspot_img

Geledés participa de audiência sobre Educação das meninas e mulheres negras na Câmara dos Deputados

Geledés – Instituto da Mulher Negra participou, nesta quinta-feira 21, de audiência da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, em Brasília, da qual...

Unilab, universidade pública mais preta do Brasil, pede ajuda e atenção

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) surgiu com a proposta de fazer a integração de alunos de países africanos de língua...

Cotas, sozinhas, não acabam com a desigualdade

Há uma demanda crescente para que as universidades de alto prestígio (ou de elite) aumentem a diversidade étnico-racial e socioeconômica de seus alunos. Nessa...
-+=