IV Conversas Negras, em Belém, homenageia o poeta gaúcho da Consciência Negra.

Acontece de 28 a 30 de agosto, em Belém do Pará, o IV Ciclo Nacional de Conversas Negras: “Agosto Negro Ou o Que a História Oficial Ainda Não Conta”, uma iniciativa do Instituto Raízes de Áfricas, representação do movimento negro em Alagoas, com a importante parceria do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiro, do Instituto Federal do Pará.

Em sua quarta edição o Conversas Negras reunirá ,em Belém do Grão Pará, pesquisador@s de diversos estados do Brasil, dentre eles Alagoas, Espirito Santo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e do estado sede, Pará.

Para a organização, o IV Ciclo se constitui em um palco privilegiado e plural para não só refletir a diversidade dos movimentos sociais, como também, debater e propor estratégias, visando o ativismo e controle social, tendo como foco a implementação das políticas públicas, nos espaços de formalização institucional , em especial a Lei nº10.639/03.

Com uma programação variada, o IV Ciclo fará uma homenagem especial- com debate em mesa temática- a ativistas que ao longo da historiografia brasileira influenciaram, com seu ativismo, para o surgimento de politicas públicas que provocaram mudanças sociais, como o caso do poeta, pesquisador, historiador e ativista gaúcho Oliveira da Silveira, nascido em agosto de 1941. Formado em letras, Oliveira traz em seu currículo, o mérito de ser um dos idealizadores da transformação do 20 de novembro em data máxima da comunidade negra brasileira.

Com participação de Jeruse Romão- Msc em Educação , militante do Movimento Negro em Santa Catarina e Amilton Gonçalves Sá Barretto, pedagogo, coordenador executivo do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico-Racial do Estado do Pará (Fopeder), a mesa temática: ‘O ponto e o contrapondo do texto literário ou Essa Nêga Fulô, de Jorge de Lima a Oliveira Silveira”, revisitará a imagem social da mulher negra na simbologia da Nêga Fulô do poeta, romancista, o renomado alagoano , Jorge de Lima, nascido em União dos Palmares- onde está plantado o Quilombo dos Palmares, e do poeta pesquisador, e historiador gaúcho da consciência negra, Oliveira Silveira.

Para inscrever-se no IV Ciclo basta enviar um e-mail com nome da instituição, endereço, celular para o e-mail [email protected], com cópia para [email protected]

Mais informações: (91)3201-1764 ou 3201-1765 (NEAB/PA); (82) 08827-3656

Por: Arisia Barros

Fonte: Cada Minuto

+ sobre o tema

Deputada Leci Brandão Propõe a criação da Semana Estadual do Hip-Hop

    De acordo com o Projeto de Lei 306/2012 ,...

Câmara realiza homenagem ao Professor Eduardo de Oliveira

Sessão solene realizada em comemoração aos 86 anos do...

Ministra da igualdade racial participa de caminhada contra intolerância religiosa no Rio

Mobilização reuniu no domingo (16), milhares de candomblecistas, católicos,...

para lembrar

Cearense no comando nacional da Cufa

Em solenidade no Theatro José de Alencar, o rapper...

Entrevista da Ministra Luiza Bairros ao jornal Fêmea

Assista e divulgue o vídeo com a entrevista da...

I Oficina de Direito Sacerdotal das Religiões de Matriz Africana em Londrina

I OFICINA DE DIREITO SACERDOTAL DAS RELIGIÕES DE MATRIZ...

Desafios da Militância em Brasília e Roteiro Cultural Candango

Desafios da Militância em Brasília e Roteiro Cultural...
spot_imgspot_img

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....

Levantamento mostra que menos de 10% dos monumentos no Rio retratam pessoas negras

A escravidão foi abolida há 135 anos, mas seus efeitos ainda podem ser notados em um simples passeio pela cidade. Ajudam a explicar, por...

Racismo ainda marca vida de brasileiros

Uma mãe é questionada por uma criança por ser branca e ter um filho negro. Por conta da cor da pele, um homem foi...
-+=