Justiça de SP condena professor da Fatec por xenofobia contra aluna do Nordeste

Docente e Centro Paula Souza deverão pagar R$ 15 mil em indenização por danos morais; cabe recurso

O colégio recursal do Tribunal de Justiça de SP em Santos confirmou uma decisão que condenou o Centro Paula Souza e um docente da Fatec (Faculdade de Tecnologia de SP) a indenizarem uma aluna por xenofobia. Durante uma aula, ela foi chamada por ele de “nordestina” e “grosseira”.

VEJA BEM 

O episódio foi registrado em áudio e confirmado por testemunhas. Ao recorrer, o professor da faculdade paulista sustentou estar resguardado pela liberdade de cátedra e pela liberdade de expressão em sua relação com os alunos.

LIMITE 

A argumentação foi considerada “incabível” pelo juiz relator Orlando Gonçalves de Castro, uma vez que o docente teria discriminado a aluna “em claro ato de xenofobia” e extrapolado seus direitos.

ORGULHO 

“Na mencionada fala, a honra pessoal da parte recorrida foi ofendida através de palavras que ora a depreciam (‘grosseira’), ora a discriminam (‘nordestina’), querendo o professor dar a entender, em claro ato de xenofobia, que sua aluna seria inferior aos demais por ter origem nordestina da qual, ao contrário, muito deve se orgulhar a autora, pois muito deve o Brasil ao Nordeste e a seu povo”, afirmou o magistrado em sua decisão.

COLISÃO

“Em que pese o professor tente minimizar sua fala com outros fatos envolvendo a aluna, não se admite, mesmo amparado pelo direito à liberdade de expressão, a violação de outro direito fundamental”, disse ainda.

BOLSO 

Mantida a sentença, a instituição e o professor deverão pagar R$ 15 mil em indenização por danos morais. Cabe recurso. Procurado, o Centro Paula Souza afirmou apenas que o processo está sendo conduzido pela Procuradoria-Geral de São Paulo.

+ sobre o tema

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de...

Programa Erasmus oferece bolsas integrais na Europa

O Erasmus, programa promovido pela União Europeia para fomento a...

para lembrar

Vestibular Unesp 2022: veja gabarito oficial da prova da segunda fase e comentários de professores

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) divulgou na noite deste domingo (19)...

Conheça a História do Morro da Providência – RJ

A Caravana Trançando Idéias esteve no Morro da Providência...

UNICEF e parceiros lançam curso que ajuda a enfrentar a exclusão escolar

Qualificar o trabalho de gestores e de técnicos municipais...

Saiba como usar o Enem para cursar uma universidade em Portugal

Doze instituições de ensino superior em Portugal aceitam os...
spot_imgspot_img

Taxa de alfabetização chega a 93% da população brasileira, revela IBGE

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um...

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 foi divulgado nesta segunda-feira (13). As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de energia, manejo ecologicamente correto na agricultura e prevenção à violência entre jovens nativos digitais. Essas...
-+=