segunda-feira, agosto 8, 2022
InícioEm PautaLove nega relação com traficantes, admite 'erro', mas diz que voltará à...

Love nega relação com traficantes, admite ‘erro’, mas diz que voltará à Rocinha

Por: Raphael Raposo

Convidado, Vagner Love compareceu à 15ª Delegacia de Polícia, na Gávea, na manhã desta terça-feira, para atuar como testemunha de um inquérito instaurado para investigar o crime organizado na favela da Rocinha, Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. O atacante do Flamengo foi apontado como uma das peças no auxílio à investigação após a divulgação de um vídeo no qual apareceu sendo escoltado por traficantes durante um baile funk no local, dia 27 de fevereiro.

 

O depoimento de Vagner Love durou cerca de 40 minutos. Ele foi ouvido pelo comissário Alexandre Estelita e também pelo delegado assistente Rodrigo Martesiano. O jogador foi questionado sobre seu envolvimento com traficantes e deixou a delegacia com feição serena, aparentando extrema tranquilidade. Contudo, revelou estar arrependido e reconheceu que a presença em ambientes como esse não fazem bem para sua imagem.

 

“Respondi a tudo numa boa e não falei nenhuma mentira. Falei que fui lá sim para curtir o baile funk. Agora, com a cabeça mais fria e pensando um pouco melhor, é realmente uma coisa chata. Mas não conheço nenhum traficante dali e não tenho qualquer ligação com qualquer um deles”, disse o atacante, complementando.

 

“Homens armados é algo que existe lá dentro (da favela). Isso é uma coisa que eu não posso evitar. Não digo que não vou voltar lá, porque tenho um projeto social lá. Mas é bom evitar”, emendou Vagner Love.

O advogado do jogador, Diogo Souza, deu mais alguns detalhes sobre o depoimento prestado nesta terça. Ele reforçou ainda que o atacante nunca deixaria de lado o projeto implantando na Rocinha.

“Fizeram questionamentos normais ao Vagner. Perguntaram se ele conhecia algum traficante e ele disse que foi lá só para curtir o baile. Ele sabe que é uma situação chata e que não é boa para a carreira dele. Agora, ele vai na Rocinha para o ‘Natal Sem Fome‘, que é o projeto do qual ele não abre mão. Além disso, ele tem dois afilhados na favela da Rocinha”, disse o advogado

 

 

 

Fonte: UOL

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench