Lula anuncia em megaevento meta de 2 milhões de casas para baixa renda

Por: Azelma Rodrigues

 

Em megaevento com a presença de todos os ministros, governadores e prefeitos de capitais lotando o palco principal, e mais de 500 pessoas na plateia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva dobrou a meta do programa Minha Casa Minha Vida para 2 milhões de moradias até 2014. São previstos investimentos de R$ 71,7 bilhões no programa nos próximos quatro anos.

 

Falando em nome de seus pares, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, definiu a solenidade política realizada em grande centro de convenções de Brasília como ” um momento de festa ” . Segundo ele, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) ” é um programa que não olha a cor partidária. ” Ele disse ainda que ” doa a quem doer, a vida nas cidades e no campo melhorou ” com o PAC, dirigindo elogio especial à ministra e pré-candidata do PT à sucessão de Lula, Dilma Rousseff.

 

Apenas na área de habitação, somando-se aos recursos subsidiados do Minha Casa, o governo lista investimentos totais de R$ 278,2 bilhões entre 2011 e 2014, onde R$ 176 bilhões serão financiamentos com recursos da caderneta de poupança (SBPE). Outros R$ 30,5 bilhões serão destinados a ” urbanização de assentamentos precários ” , como substituição de moradias em áreas de palafitas e favelas.

 

Nos R$ 71,7 bilhões previstos do Minha Casa, os subsídios do Tesouro Nacional deverão somar R$ 62,2 bilhões, ficando a parcela de financiamento em R$ 9,5 bilhões. O programa subsidia moradias para famílias de renda entre zero e 10 salários mínimos, com parcelas de financiamento progressivas para a faixa de 6 a 10 salários mínimos. Da previsão inicial de 1 milhão de imóveis para a população de baixa renda já foram assinados cerca de 380 mil contratos, até o último dia 19. Segundo o Ministério das Cidades, coordenador da execução do programa, aproximadamente mais 800 mil contratos estão sob análise da Caixa Econômica Federal.

 

Destinado a se tornar uma das bandeiras da campanha presidencial governista às eleições de outubro próximo, o programa Minha Casa Minha Vida terá 60% de suas ações destinadas a cobrir déficit habitacional de famílias com renda até R$ 1.395,00, com um diferencial ecologicamente correto: terão aquecimento solar ” ajudando a preservar o meio ambiente ” , segundo o relatório do PAC-2.

 

 

 

Fonte: UOL

+ sobre o tema

O grande bazar de direitos

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, declarou nesta semana estar "muito...

Saiba o que muda no ensino médio com novo texto aprovado no Congresso

Após sucessivos ajustes, com idas e vindas entre as...

É mito pensar que todos os pobres são empreendedores, diz ganhadora do Nobel de Economia

Uma das mais respeitadas economistas do mundo quando o...

para lembrar

Distanciamento social virou pobre morrendo lá longe

A relação é direta: conforme naufragam as quarentenas Brasil...

Serviços de inteligência monitoravam movimentos negros

Movimentos sociais e artísticos, como o Black Rio e...

Após cinco anos, Denzel Washington vai voltar à Broadway

Fonte: R7 - Seu último trabalho nos cinemas...

MPL: Manifestações livres sobre qualquer assunto – Por: Leno F. Silva

Depois da decisão histórica do município e do governo...

Brasileiras reunidas para enfrentar a extrema direita

Muito se diz que organização de base e ocupação das ruas são os caminhos mais efetivos para enfrentar a extrema direita. Difícil é encontrar quem...

63% dos municípios do país não realizam concurso para professor há mais de 5 anos

Cerca de seis a cada dez cidades do país estão há mais de cinco anos sem realizar concurso público para contratar professores para as escolas municipais. A...

Datafolha: Maioria acha que faltam vereadores negros e mulheres

O número de mulheres e negros nas Câmaras Municipais ainda é considerado insuficiente pela maioria dos eleitores de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife, mostra pesquisa Datafolha feita nas...
-+=