Mal-entendido teria levado Ramires a acusar juiz de racismo contra Obi Mikel

Possível confusão entre sotaques teria feito brasileiro ouvir Mark Clattenburg, que apitou o clássico entre Chelsea e Manchester United, chamando Obi Mikel de ‘macaco’

O termo racista supostamente usado pelo árbitro Mark Clattenburg para se dirigir ao volante nigeriano Obi Mikel durante o clássico entre Chelsea e Manchester United, no último final de semana, pode não ter passado de uma confusão do brasileiro Ramires. De acordo com a edição desta quarta do Daily Mail, o brasileiro foi o único a ouvir o árbitro chamar o companheiro de Chelsea de “macaco”, cuja pronúncia em inglês – “monkey” – se assemelha ao som de “Mikel”.

Segundo o jornal, a confusão de Ramires pode ter sido ainda maior pelo fato de Clattenburg ter o sotaque típico do norte da Inglaterra, bastante diferente da pronúncia londrina com a qual os brasileiros do Chelsea estão acostumados. Além disso, ainda de acordo com o Daily Mail, Ramires não fala inglês fluentemente, embora ele tenha afirmado com certeza absoluta que viu o juiz se referir a Mikel como “macaco”.

O Chelsea, por sua vez, ficou ao lado de Ramires e enviou nesta quarta-feira um protesto formal à Federação Inglesa. Em comunicado divulgado em seu site oficial, a diretoria dos Blues afirma que o protesto foi resultado de “uma investigação feita pelo clube, com ajuda legal externa, a partir de uma série de entrevistas feitas com elenco e comissão técnica”.

Em relação às acusações de que Clattenburg teria chamado o meia Juan Mata de “espanhol estúpido”, o Chelsea optou por tomar uma postura diferente. Sem citar nominalmente o atleta, o comunicado diz que “não havia evidências suficientes para enviar um protesto à Federação ligado a uma suposta agressão verbal sofrida por outro jogador da equipe principal”.

 

 

Fonte: SuperEsportes

+ sobre o tema

Robinho, feminismo é para todo mundo!

Feminismo. Faz uns doze anos que ouvi essa palavra...

Câmera de segurança do quiosque Tropicália mostra outras testemunhas de agressões e morte de Moïse

Novas imagens das câmeras de segurança do quiosque Tropicália, obtidas pela...

Marcha denuncia o descaso com o extermínio da juventude negra

Em sua 5ª edição, ato que será realizado nesta...

para lembrar

Alice no País dos Não-Racistas

Por: Leopoldo Duarte Alice é menina e não cortou com...

Em votação polêmica, TJ-RJ aprova cotas para negros em concurso de juiz

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio...

Inaugurada há apenas uma semana, estátua em homenagem a George Floyd é vandalizada

Uma imagem de George Floyd, localizada na Union Square,...

‘Sinto-me profundamente chocado’, diz Alexandre Pires sobre denúncia

O cantor Alexandre Pires se pronunciou, por meio de...
spot_imgspot_img

Prisão de torcedores deveria servir de exemplo para o futebol brasileiro

A condenação de três torcedores racistas na Espanha demonstra que, apesar da demora, estamos avançando em termos de uma sociedade que quer viver livre...

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...
-+=