Maria Sylvia Aparecida de Oliveira – Coordenadora de Políticas de Promoção da Igualdade de Gênero e Raça

Artigo produzido por Redação de Geledés

ADVOGADA – CV: http://lattes.cnpq.br/1293966340607444

Graduada em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, no ano de 1994, em São Paulo.
Mestranda no programa de Pós-Graduação em Humanidades, Direitos e outras Legitimidades – Diversitas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP
Ativista de Direitos Humanos – atua em questões de Gênero, Raça e Etnia, no enfrentamento à violência contra a mulher e violência doméstica e familiar;
Sócia efetiva do Geledès-Instituto da Mulher Negra, organização onde atualmente ocupa o cargo de Coordenadora de Política de Promoção de Igualdade de Gênero e Raça, no triênio 2021/2024;
Membra da Coordenação Operativa e do GT Jurídico da Coalizão Negra Por Direitos
Conselheira Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção São Paulo, triênio 2019/2021;
Presidente da Comissão de Igualdade Racial da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção São Paulo, triênio 2019/2021.
Secretaria Executiva na coordenação da Plataforma Dhesca Brasil;
Associada do Instituto Patrícia Galvão Mídia e Direitos, organização social sem fins lucrativos fundado em 2001 que atua nos campos do direito à comunicação e dos direitos das mulheres brasileiras.

Coordenadora Regional do Curso Promotoras Legais Populares, projeto que visa a capacitação de Lideranças Femininas Comunitárias em direitos humanos e direito das mulheres, no sentido de multiplicar informações nesses temas; fortalecer o exercício da cidadania e acesso à justiça e atuação na rede de enfrentamento à violência doméstica.

Coordenadora do projeto PLP2.0-JUNTAS, um aplicativo para celulares, que tem como objetivo de auxiliar no enfrentamento e prevenção à violência contra a mulher. Esse projeto foi apresentado pelo Geledès em parceria com a Themis ao I Desafio de Impacto Social Google, que aconteceu em 2014 e que premiou projetos de organizações não governamentais que usam a tecnologia para melhorar a vida das pessoas. O projeto PLP 2.0 ganhou o primeiro lugar deste concurso por votação popular.

+ sobre o tema

Natália de Sena Carneiro – Coordenadora de Redes Sociais e Comunicação Institucional

Nos últimos anos vem atuando como Estrategista Digital /...

Sônia Nascimento – Vice Presidenta

[email protected] Sônia Nascimento é advogada, fundadora, de Geledés- Instituto da...

Suelaine Carneiro – Coordenadora de Educação e Pesquisa

Suelaine Carneiro [email protected] A área de Educação e Pesquisa de Geledés...

Sueli Carneiro – Coordenadora de Difusão e Gestão da Memória Institucional

Sueli Carneiro - Coordenação Executiva [email protected] Filósofa, doutora em Educação pela Universidade...

para lembrar

O Geledés completa hoje 30 de abril, 28 anos

GELEDÉS Instituto da Mulher Negra fundada em 30 de abril...

Fábrica de revelações – Futebol Brasileiro

A semifinal entre Palmeiras e São Paulo, dia 07/04,...

Iniciativa da sociedade civil resgata legado da Conferência de Durban contra o Racismo 

Sem ação política coletiva não é possível alcançar transformações...

Do Início ao Reconhecimento: A trajetória do Portal Geledés

Em 1988, tomei conhecimento do Geledés no Tribunal Winnie...

Debate na ONU sobre a nova declaração de direitos da população afrodescendente conta com a presença de Geledés

Geledés - Instituto da Mulher Negra esteve presente na sede das Nações Unidas em Genebra, na Suíça, durante os dias 8 e 9 de...

Fórum em Barbados discute as grandes temáticas do feminismo negro 

“O que o poder do feminismo negro significa hoje?”. Essa pergunta intrigante e provocativa foi temática de um dos painéis do Fórum dos Feminismos...

Geledés participa do Fórum do Feminismo Negro

O Fórum Global de Feminismos Negros 2024 está ocorrendo entre os dias 04 a 07 de fevereiro, em Bridgetown, Barbados. Sob o tema “Para...
-+=