Mato Grosso do Sul concentra 55% das mortes de índios no país

Conflitos entre índios e fazendeiros aumentam crimes na região

Mato Grosso do Sul tem 55% das mortes de índios no país. A região, marcada pelo agronegócio, vive sob a tensão da disputa pela terra. Um cacique desapareceu após a invasão de pistoleiros em uma aldeia, perto da fronteira com o Paraguai. O superintendente da Polícia Federal no Estado deve ir hoje à região.

A distribuição geográfica de índios pelas terras de Mato Grosso do Sul seguiu uma lógica desumana ao longo da história. Na década de 1920, o antigo Serviço de Proteção ao Índio, hoje Funai, reuniu diversas etnias em um mesmo espaço. Cerca de 45 mil índios estão em um território equivalente a 2% do Mato Grosso do Sul, que é o segundo Estado com a maior população indígena do país.

Marco Antonio Delfino, procurador do Ministério Público Federal, diz que os povos foram confinados. Alguns dos acampamentos ocupam pequenos espaços dentro de fazendas.

Em alguns casos, índios e fazendeiros partem para o conflito armado. No acampamento Kurussu-Ambá, que fica no meio de uma lavoura de soja, índios exibem marcas de violência e até de tiros, resultado de ação de despejo que ocorreu em 2007.

Boa parte dos títulos de propriedade foi concedida a fazendeiros na década de 1950 em áreas ocupadas por índios. O Ministério Público espera que o governo indenize proprietários para que deixem os locais.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: R7

+ sobre o tema

EBC – Conselho Curador, sem diferença

Por: Ana Alakija e Sionei Ricardo Leão em 8/6/2010...

Site com vagas de empregos para negros é inaugurado em São Paulo

SP ganha site com vagas de emprego exclusivas para...

Veja órgãos que abrem inscrições de concursos nesta segunda

Os salários chegam a R$ 6.861,81 na Prefeitura de...

Psicanalistas devem estar mais atentos às questões raciais de pacientes, defende estudo

Pesquisa do Instituto de Psicologia sugere que, diante de...

para lembrar

A professora não estudou em Harvard? 75% dos brasileiros mentem no CV

Pinóquios profissionais estão por toda parte, segundo levantamento feito...

‘Vem Pra Rua’ da Fiat sai do ar após virar tema de protestos

SÃO PAULO – A Fiat vai tirar do...

Humanizar olhares – Vinícius – #Enfrente

Vinícius Lima tem 23 anos, é jornalista e cofundador...

Aprovada proposta que proíbe estágio não remunerado

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou nesta quarta-feira...
spot_imgspot_img

Evento do G20 debate intolerância às religiões de matriz africana

Apesar de o livre exercício de cultos religiosos e a liberdade de crença estarem garantidos pela Constituição brasileira, há um aumento relevante de ameaças...

Raça e gênero são abordados em documentos da Conferência de Bonn

A participação de Geledés - Instituto da Mulher Negra na Conferência de Bonn de 2024 (SB 60), que se encerrou na última quinta-feira 13,...

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...
-+=