Menina de 14 anos, vítima de estupro, é humilhada por promotor durante audiência

O promotor de Justiça Theodoro Alexandre, do Rio Grande do Sul, ofendeu e humilhou de forma machista uma adolescente de 14 anos, estuprada pelo próprio pai. Para o promotor, a garota era culpada pelo caso, teria mentido e ‘facilitado’ o abuso.

no Revista Fórum

“Pra abrir as pernas e dar o rabo pra um cara tu tem maturidade, tu é autossuficiente, e pra assumir uma criança tu não tem? Tu é uma pessoa de sorte, porque tu é menor de 18, se tu fosse maior de 18 eu ia pedir a tua preventiva agora, pra tu ir lá na Fase, pra te estuprarem lá e fazer tudo o que fazem com um menor de idade lá”

As falas chocaram os presentes. Os desembargadores se mostraram constrangidos com a reação do promotor e pediram à Justiça, além de um pedido de desculpas formal para a menina, a investigação contra Theodoro pelo Conselho Nacional do Ministério Público, Procuradoria-geral de Justiça e pela Corregedoria-Geral de Justiça.

Além de acusar a garota pela violação de seus direitos, o promotor ainda ameaçou e amedrontou a adolescente.

“Tu teve coragem de fazer o pior, matou uma criança, agora fica com essa carinha de anjo. Eu vou me esforçar o máximo pra te pôr na cadeia. Além de matar uma criança, tu é mentirosa? Que papelão, hein? Vou me esforçar pra te ferrar, pode ter certeza disso, eu não sou teu amigo”

O caso

A jovem, que denunciou o pai por abusos constantes, engravidou e conseguiu na Justiça autorização para fazer um aborto. A audiência, aqui relatada, aconteceu em 2014, mas só se tornou pública no dia 31 de agosto.

Na época, durante as investigações, um exame de DNA comprovou que o filho da adolescente era mesmo do acusado. O processo seguiu e o pai foi condenado a 27 anos de prisão. Ele entrou com recurso e conseguiu reduzir a pena para 17 anos.

De acordo com o desembargador José Antônio Daltoé Cezar, a garota tem direito de pedir indenização pecuniária contra Theodoro Alexandre, “uma vez que mais do que falta grave, agiu este com dolo ao lhe impor ilegais constrangimentos”, explicou.

+ sobre o tema

Benedita da Silva celebra Anielle Franco no Ministério de Igualdade Racial: “mulher potente”

A deputada Benedita da Silva (PT-RJ) comemorou nesta quarta-feira...

Dia da Menina: ECA deve ser revisto para protegê-las, dizem especialistas

No ano passado, a história da menina de 10 anos...

ONU debate igualdade de gênero e autonomia das mulheres na era digital

A Comissão Econômica da ONU para América Latina e...

Rio vai lançar primeiro relatório oficial sobre violência contra LGBT

O programa Rio sem Homofobia, em parceria com o...

para lembrar

Setembro Amarelo: é preciso prevenir depressão entre LGBTs

Campanhas de saúde mental no DF precisam focar essa...

Assédio não é romance

Não, o Globo de Ouro não pareceu um funeral. Por NANA...

Live terá como tema a Campanha Julho das Pretas – “A vida de meninas e mulheres negras importam”

A Subsecretaria de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade...
spot_imgspot_img

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...

1ª Parada Negra LGBT de BH acontece no próximo sábado (25/5)

No próximo sábado (25/5), data que marca o Dia da África, acontece em Belo Horizonte, a 1ª edição da Parada Negra LGBT. O evento acontece...

Em ano olímpico, Rebeca Andrade ganha homenagem da Barbie e quer inspirar outros sonhos

Rebeca Andrade, 25, possui uma longa lista de conquistas. A ginasta é medalhista olímpica, vencedora de ouro e prata, bicampeã mundial, medalhas nos jogos Pan-Americanos...
-+=