quinta-feira, julho 7, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaEntretenimentoMostra Mahomed Bamba exibe filmes nacionais e internacionais em parceria com Wolo...

Mostra Mahomed Bamba exibe filmes nacionais e internacionais em parceria com Wolo TV

Público poderá assistir às obras de 30 de outubro a 10 de novembro

A edição especial da Mostra de Cinemas Negros Mahomed Bamba exibe filmes nacionais e internacionais a partir do dia 30 de outubro, na plataforma de streaming Wolo TV. Os curtas brasileiros “Quantos Mais” e “O Último Grão de Areia” e o moçambicano “Nkwama” são algumas das obras que compõem a mostra. A programação completa estará disponível no site da MIMB.

O público poderá conferir as obras até o dia 10/11, gratuitamente, em www.wolo.tv.  Além da plataforma, primeira de streaming no Brasil e na América Latina com foco exclusivo para dramaturgia negra, são parceiros da edição Globo, VideoCamp, TVE Bahia, Hub Cultural, Olivieri Consultoria Jurídica, Rede Educare e Janela do Mundo.

A escolha da plataforma tem como objetivo a construção de pontes, como explica Daiane Rosário, diretora executiva da MIMB. “A hospedagem da MIMB Olhares Periféricos na Wolo TV representa o fortalecimento mútuo de iniciativas pretas. Nessa conexão construímos não só janelas de exibições para produções, mas potencializamos o consumo e o acesso a streamings gerenciados e exclusivos para conteúdo preto. A circularidade do mercado negro e visibilidade das nossas produções dependem de consumirmos os produtos dos nossos, seja ele uma pipoca ou a assinatura de uma plataforma virtual”, argumenta Daiane.

Divulgar e até apresentar o cinema preto brasileiro e da América Latina para o mundo é algo essencial para a cultura de maneira geral. “O movimento da MIMB é muito importante para a população negra em vários aspectos: primeiro porque a MIMB vem crescendo a cada ano e mostrando que o cinema realizado por pessoas negras, mesmo sendo tão pouco reconhecido e consumido, ele existe sim. Há um público buscando cada vez mais por conteúdo protagonizado e realizado por pessoas negras. Em segundo lugar, a conexão que a MIMB tem potencializado com outros países é muito importante para fortalecer os caminhos dos produtores do áudio visual negro no Brasil mundo a fora. Em particular tenho aprendido muito com esse movimento e é uma honra poder aprender que essas mulheres pretas que tanto admiro”, comenta Licinio Januário.

Com realização da produtora “Rosários Produções Artistícas”, a MIMB atravessa as barreiras sociais, raciais e do regionalismo que ainda estruturam a cadeia do cinema nacional e internacional. Cinco realizadoras negras seguem resistindo e protagonizando a cena do cinema, da Bahia para o mundo. Daiane Rosário, Loiá Fernandes, Kinda Rodrigues, Taís Amordivino e Júlia Moraes estão à frente de direção, produção, roteiro e programação, combatendo o racismo que promove a invisibilidade e a falta de incentivo.

A edição “MIMB – Olhares Periféricos” tem patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura, do Fundo Nacional da Cultura por meio do Ministério do Turismo com apoio financeiro da Novelis.

** ESTE ARTIGO É DE AUTORIA DE COLABORADORES OU ARTICULISTAS DO PORTAL GELEDÉS E NÃO REPRESENTA IDEIAS OU OPINIÕES DO VEÍCULO. PORTAL GELEDÉS OFERECE ESPAÇO PARA VOZES DIVERSAS DA ESFERA PÚBLICA, GARANTINDO ASSIM A PLURALIDADE DO DEBATE NA SOCIEDADE.

Artigos Relacionados
-+=