domingo, novembro 28, 2021
InícioQuestão RacialCasos de RacismoMúsico brasileiro foi vítima de preconceito na Espanha

Músico brasileiro foi vítima de preconceito na Espanha

Um músico brasileiro que vive na Europa afirma que foi vítima de preconceito na Espanha. Ele denunciou a violência à embaixada brasileira em Madri. De acordo com o Itamaraty, a embaixada pediu esclarecimentos à corregedoria da polícia espanhola e vai acompanhar o caso de perto.

Israel de França é maestro da Orquestra de Câmara de Granada, na Espanha. Em entrevista por telefone, ele afirmou que foi vítima de racismo. Ele estava com outro brasileiro em um bar quando policiais chegaram. O amigo, que é branco, foi liberado. Israel foi levado para a delegacia e lá, disse que foi agredido com socos e pontapés na noite do último domingo (23).

Essa não é a primeira vez que Israel é vítima de racismo. Na adolescência, ele foi detido e levado para uma delegacia porque corria apressado em um parque com um violino para uma apresentação. O músico teve que tocar o instrumento para mostrar que não era ladrão. A história foi mostrada na Rede Globo, nos anos 80.

O episódio motivou Israel a continuar estudando. Ele estreou como solista em 1982. Passou pela Orquestra Sinfônica de Campinas e Sinfônica da Paraíba. Depois, recebeu uma bolsa de estudos da embaixada brasileira em Portugal. Em Granada, onde vive até hoje, estudou regência e foi um dos fundadores da Orquestra de Câmara da cidade.

Fonte: G1

RELATED ARTICLES