segunda-feira, novembro 29, 2021
InícioMedidas GovernamentaisAções EstaduaisNegros são maioria dos mortos por coronavírus no DF, apontam dados da...

Negros são maioria dos mortos por coronavírus no DF, apontam dados da Secretaria de Saúde

Os negros são maioria entre as pessoas mortas pelo novo coronavírus no Distrito Federal. Segundo dados da Secretaria de Saúde (SES-DF), o grupo representa 53,9% das vítimas. Não negros são 43,9%, e 2,2% não tiveram a raça informada.

As informações foram divulgadas na terça-feira (7), em um estudo da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan). Os dados constam do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) da Secretaria da Saúde e são referentes às 358 mortes contabilizadas na plataforma até 29 de junho.

O número traz apenas parte dos 559 óbitos por Covid-19 que já haviam sido confirmados até a data. Eles seguem a mesma tendência do levantamento do Ministério da Saúde que apontou que 1 em cada 3 mortos por Covid-19 é negro.

O registro das demais mortes no DF não havia sido inserido no sistema até 6 de julho. Segundo a secretaria, “a defasagem observada […] se deve às etapas de processamento, crítica e consolidação dos dados de óbitos exigidos para registro de dados no SIM”.

O estudo da Codeplan aponta ainda que não há informações sobre a raça da maioria (63%) das pessoas internadas com o novo coronavírus na capital. Mas, nos casos em que há informações, o levantamento mostra que a maior parte dos hospitalizados é negro.

De acordo com a pesquisa, na última semana de junho, eles representavam 37% dos internados na rede pública da capital. A taxa de não negros era de 3%. O restante não teve a raça informada.

Segundo a Codeplan, entre 15 de março e 26 de abril, as proporções pessoas negras e aquelas consideras não negras hospitalizadas no Distrito Federal “mantiveram-se próximas, com um maior percentual médio de hospitalizados de não negros no período: 19% de não negros e 15% de negros”.

No entanto, o estudo aponta que, a partir do início de maio, o DF passou a apresentar uma maior proporção de hospitalizados negros. O período coincide com o momento em que a doença se disseminou com mais velocidade nas regiões de baixa renda da capital (veja gráfico abaixo).

blank
Evolução dos casos de Covid-19 no DF por faixa de renda — Foto: Codeplan/Reprodução

Outras características

O boletim da Codeplan também traz informações relativas ao sexo das vítimas e regiões do DF mais afetadas pela pandemia.

Por sexo:

  • Homens são a maioria dos mortos: 59,6%
  • Mulheres são maior parte dos infectados: 52%
  • Taxa de letalidade entre homens: 1,5%
  • Taxa de letalidade entre mulheres: 0,9%
  • Taxa de letalidade do DF: 1,2% – segundo mais baixo do país

Regiões com mais mortes

  • Fercal: 2,9%
  • Pôr do Sol/ Sol Nascente: 2,5%
  • Park Way: 2,2%
  • Planaltina 2%

Regiões com menos mortes

  • Setor de Indústria e Abastecimento: 0%
  • Riacho Fundo II: 0,3%
  • Cruzeiro: 0,4%
  • Jardim Botânico: 0,5%
  • Lago Norte: 0,6%
RELATED ARTICLES