Operária será madrinha de navio João Cândido

A madrinha do navio João Cândido, que será batizado e lançado ao mar na próxima sexta-feira no Complexo de Suape, é a funcionária do Estaleiro Atlântico Sul, Mônica Roberta de França. Ao invés de escolher uma madrinha-celebridade, a Transpetro optou por uma personagem comum, que fez parte da construção do primeiro navio made in Pernambuco. Negra, a madrinha também enaltece a consciência racial do homenageado João Cândido, que realizou o movimento que ficou conhecido como Revolta da Chibata (realizado 1910, no Rio de Janeiro), contra os castigos físicos sofridos pelos marinheiros negros na Marinha de Guerra.

Moradora da Ilha de Tatuoca – local onde foi erguido o Estaleiro Atlântico Sul -, Mônica, de 24 anos, assistiu o lugar pacato onde vivia dar lugar a uma fábrica de navios. E foi no empreendimento onde conseguiu seu primeiro emprego com carteira assinada. Na próxima sexta-feira ela será protagonista de um momento histórico na economia de Pernambuco. O presidente da Associação de Moradores da Ilha de Tatuoca, Edson Antônio da Silva, comemorou a indicação. “Estamos muito felizes porque a escolha foi por alguém da comunidade”, diz.


RITUAL

O batismo e lançamento ao mar é o momento mais emblemático da construção de um navio. Na ocasião, a madrinha quebra uma garrafa de champanhe no costado do navio e deseja felicidades à embarcação e a sua tripulação. A cerimônia será acompanhada por cerca de 5.000 convidados e contará com as presenças do presidente da República, Luiz Inácio da Silva, e dos presidentes da Transpetro, Sérgio Machado, e da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, além de uma comitiva de ministros e do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. O petroleiro suezmax construído pelo Atlântico Sul é o primeiro do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (Promef) da Transpetro, que encomendou 49 embarcações a estaleiros nacionais.
Convidado da Transpetro, o filho do almirante negro, Adalberto Cândido (conhecido como Candinho), desembarca amanhã em Pernambuco, junto com sua esposa, Nadir dos Santos Cândido, para acompanhar a cerimônia de batismo e lançamento ao mar do petroleiro.

 

Fonte: Lista Racial

+ sobre o tema

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e...

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a...

para lembrar

Judeus pela Democracia denunciam massacre em Gaza, pedem cessar-fogo e alertam para antissemitismo

O coletivo Judias e Judeus pela Democracia São Paulo elaborou um...

O separatismo ganha força entre as novas doenças mentais do Brasil. Por Sacramento

Por Marcos Sacramento Do DCM Movimentos separatistas não são novidade na...

Os carteiros comunitários das favelas do Rio

Muitos moradores dos becos e vielas de favelas não...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste ano, foram feitas 7.887 denúncias de estupro de vulnerável ao serviço Disque Direitos Humanos (Disque...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira (13) atos de movimentos feministas contra o projeto de lei que equipara aborto a homicídio,...

É sórdido condenar vítima de estupro por aborto

É sórdido e apequena a política o Projeto de Lei que ameaça condenar por homicídio meninas, jovens e mulheres que interromperem gestações, ainda que...
-+=