Guest Post »

Outubro Rosa: como a sensibilidade de mulheres cegas ajuda a prevenir o câncer de mama na Colômbia

O câncer de mama é um dos mais comuns entre mulheres, e o mais letal.

Imagens e reportagem: Elena del Estal e Víctor M. Olazábal, da BBC

iStockphoto

Por isso, a detecção precoce é importante para aumentar as chances de sobrevivência.

Uma iniciativa na Colômbia vem usando examinadoras cegas ou com algum tipo de deficiência visual para buscar os primeiros sinais de câncer de mama.

A isso se deve o fato de que elas têm hipersensibilidade nos dedos, permitindo identificar pequenos caroços que talvez passassem despercebidos por médicos. Trata-se de um método de detecção complementar, especialmente útil para mulheres abaixo de 50 anos que não têm acesso a mamografias rotineiras.

O projeto Manos que Salvan Vidas (Mãos que Salvam Vidas, em português) foi desenvolvido por um ginecologista alemão.

Leidy García é uma dessas examinadoras cegas.

“Para mim, minhas mãos são meus olhos. Elas me permitem sentir o mundo. Sem elas, não poderia fazer o que estou fazendo hoje em dia”, diz.

“Posso sentir massas, nódulos e anomalias nas mamas das mulheres. Usamos uma técnica desenvolvida na Alemanha, a partir de fitas que me orientam centímetro a centímetro em toda a área da mama”, acrescenta.

Related posts