terça-feira, julho 5, 2022
InícioEducaçãoPais dizem que alunos são obrigados a varrer a escola

Pais dizem que alunos são obrigados a varrer a escola

A denúncia foi encaminhada ao Conselho Tutelar, que chamou a direção para explicar o caso

Fonte:R7

Os pais dos alunos da Escola Estadual Professora Maria Petronila Limeira dos Milagres Monteiro, em Santo Amaro, na zona de sul de São Paulo, perceberam que os filhos demoravam a sair da escola. O motivo: eram obrigados a varrer as salas após as aulas.

 

A mãe de um dos estudantes da 5ª série diz que o filho chegava em casa tarde e reclamando de problema respiratório – o garoto sofre de rinite alérgica. Questionado, ele contou à mãe que varria a sala. A mãe procurou a diretora para discutir a questão, mas de nada adiantou.

 

Outra mãe de uma aluna da 5ª série afirma que em todos os turnos do colégio (manhã, tarde e noite) os alunos eram obrigados a levantar as cadeiras e varrer o chão:

 

— O processo é demorado porque, pelo menos, 50 cadeiras precisam ser levantadas, antes antes de os alunos varrerem a sala.

 

As crianças chegaram a fotografar o momento da varrição e entregar as imagens aos pais.

 

Revoltados, os pais fizeram a denúncia ao Conselho Tutelar de Santo Amaro, que afirma ter chamado os gestores da escola para explicar o caso. A reunião está prevista para a próxima sexta-feira (6). O conselheiro Walter Roberto Logeto explica que já está acompanhando a escola para a situação não se repita:

 

— Os alunos estão lá para aprender, não para exercer uma função. E colocar as crianças para varrer pode até ser considerada uma situação vexatória.

 

Segundo Logeto, as medidas tomadas pelo conselho podem envolver advertência ou até encaminhamento para a diretoria de ensino.

 

Em nota, a Secretaria de Estado da Educação de São Paulo informa que não permite que tal trabalho seja exigido de seus alunos e que uma apuração preliminar foi aberta para averiguar a denúncia.

A secretaria diz ainda que a Escola Estadual Professora Maria Petronila Limeira dos Milagres Monteiro conta com quatro funcionários terceirizados responsáveis pela limpeza da escola.

 

Artigos Relacionados
-+=