Piketty recusa condecoração do governo francês

O economista que ganhou projeção internacional com o livro “Capital no século XXI” aconselha Hollande a relançar o crescimento em vez de distribuir medalhas

No Portal Fórum 

Thomas Piketty afirmou à Agência France Presse que não irá receber a condecoração de Cavaleiro da Legião de Honra com que o governo francês o distinguiu no início de dezembro. “Não creio que seja o papel de um governo decidir quem é honorável”, afirmou o economista, que viu o seu livro “Capital no Século XXI” vender mais de 1,5 milhões de exemplares.

Para o autor, que em tempos foi próximo do Partido Socialista francês e se tornou um crítico do rumo da presidência de François Hollande, o Estado “faria melhor em dedicar-se a relançar o crescimento na França e na Europa”, em vez de passar a distribuir medalhas.

Piketty junta-se assim a uma extensa lista de nomeados para condecorações em França que as recusaram. O Le Monde lembra os casos do ex-secretário geral da central sindical CFDT, Edmond Maire, Jean Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Claude Monet, Albert Camus, entre muitas outras figuras da cultura e da ciência francesas.

Leia mais sobre Em Pauta

+ sobre o tema

O Brasil deveria comercializar o que tem de melhor: o seu povo

Ouvi no rádio um moço – que falava muito...

Em carta a Dilma, MPL lembra de índios e pede diálogo com movimentos sociais

Convidado para reunião com a presidenta, Passe Livre pediu...

Movimento negro cobra auxílio emergencial de R$ 600 e vacina para todos pelo SUS

Nesta quinta feira (18), a Coalizão Negra por Direitos,...

para lembrar

Piketty: É um erro pensar que o Brasil agora precisa de mais mercado

RODRIGO VIZEU No dia em que o governo brasileiro oficializou...

“Mulheres não são chimpanzés”, diz Elisabeth Badinter

A filósofa francesa Elisabeth Badinter entrou para o movimento...

Economista Piketty será assessor de partido espanhol de esquerda

O economista francês Thomas Piketty, famoso por sua tese...

Thomas Piketty: em face de nosso passado colonial e escravista, ”enfrentar o racismo, reparar a história”

Crônica. A onda de mobilizações contra o racismo e a discriminação coloca uma questão crucial: a das reparações diante de um passado colonial e...

Quem tem medo de Simone de Beauvoir?

|O segundo sexo | Clássico da literatura que abriu frentes para discussões e avanços sociais relativos às mulheres celebra 70 anos Por Camila Holanda, Do...

Isabela Reis: É impossível construir um futuro sem conhecer o passado, sem reverenciar a ancestralidade

A convite do projeto Celina, jornalista escreve carta à filósofa francesa, refletindo sobre a atualidade de "O segundo Sexo" 70 anos depois de seu...
-+=