Polícia investiga grupo neonazista que voltou a agir em Teutônia (RS)

Placas e pontos de ônibus foram pichados com símbolos do nazismo

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga se um grupo de neonazistas voltou a se reunir na cidade de Teutônia. Pela cidade, placas de trânsito e pontos de ônibus foram pichados com frases racistas e símbolos do nazismo, como a suástica. 

Há pouco mais de um ano, um grupo foi desarticulado no município após a morte de um casal que tinha envolvimento com um grupo que se intitulava nazista. A delegacia da cidade recebeu denúncias de que um grupo estaria fazendo reuniões na cidade. Fardas militares, que pertencem ao grupo, segundo a polícia, foram encontradas. 

No ano passado, a polícia desarticulou um grupo neonazista e prendeu um homem que estava envolvido na morte do casal.

Fonte: R7

+ sobre o tema

Webinar – Vidas negras importam? Reflexões e debates afro diaspóricos sobre dignidade humana

DESCRIÇÃO DO EVENTO Palestrante(s): Data: 09 de julho de 2020 PAINEL 01...

O Blackface e a questão racial: reflexões sobre um debate na Unicamp

Embora, sejam minorias, há negros hoje nos teatros brasileiros,...

Ações afirmativas concretizam princípio da igualdade, diz Celso de Mello

Se a Constituição diz que todos são iguais perante...

Afinal, o que leva os Brancos adorarem Que horas ela volta?

Que Horas Ela Volta está sendo um dos filmes...

para lembrar

Aluno (que foi candidato cotista) ganha prêmio de melhor aluno universitário

Fonte: Lista de Discriminação Racial - Por Marcus...

Mulher morre após ação desastrada do Bope na Cidade de Deus

Depois de uma confusão com o filho da vítima,...

Um detalhe

A lei muitas vezes parece ter virado só conveniência...
spot_imgspot_img

Mãe não é tudo igual

- Coloca um casaco, meu filho! - Na volta a gente compra, filha. É bem provável que muitos de nós já tenhamos ouvido alguns desses bordões...

Carta aos negacionistas: comprem um seguro de vida

Senhores negacionistas, Coube à nossa geração viver uma encruzilhada existencial: ou mudamos a forma de nos relacionar e habitar o planeta, ou simplesmente esse planeta...

À espera da extinção da escravidão

Dia 13 de maio de 2024 completam-se 136 anos da assinatura da Lei 3.353/1888 pela então princesa imperial regente. Para além do abandono dos negros...
-+=