Polícia prende 4 suspeitos de jogar bomba em participantes da Parada Gay em SP

Fonte: UOL –

A Polícia Civil prendeu na manhã desta sexta-feira quatro suspeitos de jogar uma bomba caseira em pessoas que dispersavam do desfile da Parada Gay, na região do largo do Arouche, centro de São Paulo, no dia 14 de junho. Ao menos 22 pessoas ficaram feridas.

Na ocasião, testemunhas afirmaram que o explosivo estava em um saco plástico e foi jogado de um prédio residencial na esquina da avenida Vieira de Carvalho com a rua Vitória. As pessoas que estava no local tiveram ferimentos leves, e foram encaminhadas para hospitais da região.

Diante dos casos de violência registrados, a Promotoria afirmou na ocasião que o evento não era adequado para a avenida Paulista. O promotor José Carlos Freitas disse na época que o evento deveria ser deslocado para locais como o sambódromo, o autódromo de Interlagos e o estádio do Morumbi.

Matéria original

+ sobre o tema

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira...

para lembrar

Após recomendação do MP, Faculdade de Medicina da USP suspende ‘Show Medicina’

Promotoras pediram abertura de sindicância interna na universidade e...

IBGE confirma: surdez não é sinônimo de Libras

Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo IBGE em...

Saracura Vai-Vai luta por memória negra no metrô e museu no Bixiga

Não dá para escavar lugares de fundamentos (religiosos), sem...

A lista de Lélia Abramo

Por Fátima Oliveira Lélia Abramo (1910-2004), jornalista de formação, virou...

É sórdido condenar vítima de estupro por aborto

É sórdido e apequena a política o Projeto de Lei que ameaça condenar por homicídio meninas, jovens e mulheres que interromperem gestações, ainda que...

Geledés repudia decisão da Câmara sobre aborto

Geledés – Instituto da Mulher Negra vem a público manifestar sua indignação e repúdio à decisão da Câmara dos Deputados, aprovada nesta terça-feira, 12,...

Mulheres vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio; confira locais dos atos

Mulheres vão às ruas de diversas partes do país em protesto contra o avanço, na Câmara dos Deputados, do projeto de lei que equipara...
-+=