Policiais obrigam suspeitos a dançar e cantar em Pernambuco

Policiais militares de Pernambuco aparecem em vídeos exibidos na internet, humilhando suspeitos. Eles são de um batalhão chamado Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicleta (Rocam) e deveriam combater o crime. Mas agora são alvo de uma investigação do Comando da PM, que quer identificar os responsáveis.

Do G1

Um dos vídeos mostra alguns homens algemados, sentados no carro da polícia, que são obrigados a cantar. Eles obedecem ordens de um policial militar, que ainda manda que mudem o refrão. E o constrangimento continua. “Eu sou todo feio, eu sou todo feio, eu sou todo feio”, diz um dos rapazes. O policial não se contenta e comanda uma coreografia.

Em outra gravação, dois rapazes, também algemados, são obrigados pelo policial a se beijar.

A Rocam mantém 150 policiais nas ruas. Eles são treinados para combater o crime com precisão e velocidade. Mas não é isso que se vê nas cenas postadas na internet.

Em um ano, 45 policiais foram afastados da Rocam por suspeita de desvio de conduta. Mas, até agora, o Comando da PM não conseguiu identificar quem participou dessas gravações.

Investigação

A Coordenação do Movimento Nacional dos Direitos Humanos encaminhou pedido de investigação ao Ministério Público e também solicitou ao governo do estado que aponte os autores da humilhação.

Em nota oficial, o Comando da PM de Pernambuco afirma que está indignado com os atos e classifica tais imagens como crime. Diz ainda que já tomou providências para apurações na esfera administrativa. A polícia pede ajuda da população para denunciar esses casos.

+ sobre o tema

OAB diz que internautas são responsáveis por publicações

TARYNE ZOTTINO   Após denúncia recebida pelo Ministério...

“Fora nazista”: torcida reage e homem é preso por racismo durante jogo

Durante partida na Alemanha, torcedor insulta e imita macaco...

A imprensa e a luta contra o racismo

Esquizofrenia. Essa foi a doença utilizada para justificar a...

para lembrar

São Luis – Meu cabelo é bom, ruim é o racismo!

Por Claudicea Durans, pelo Quilombo Raça e Classe do...

Entidade pede desculpas por apelido racista dado a Emirados Árabes

A Confederação Asiática de Futebol (AFC) fez nesta...

Goiás reconhece responsabilidade na morte de 10 menores carbonizados

Em maio de 2018, dez jovens morreram em incêndio...

Quem tem fome quer comida, não a morte!

A Coalizão Negra por Direitos, articulação composta por mais...
spot_imgspot_img

Como o diabo gosta

Um retrocesso civilizatório, uma violência contra as mulheres e uma demonstração explícita do perigo que é misturar política com fundamentalismo religioso. O projeto de lei...

Homens, o tema do aborto também é nossa responsabilidade: precisamos agir

Nesta semana, a escritora Juliana Monteiro postou em suas redes sociais um trecho de uma conversa com um homem sobre o aborto. Reproduzo aqui: - Se liberar o...

A falácia da proteção à vida

A existência de uma lei não é condição suficiente para garantir um direito à população. O respaldo legal é, muitas vezes, o primeiro passo...
-+=