Prêmio Viva: vote até o dia 18 em quem contribuiu para o enfrentamento à violência contra a mulher em 2018

A premiação orquestrada por Marie Claire em parceria com o Instituto Avon será realizada na noite do dia 22 de novembro no Palácio Tangará, em São Paulo. Votação fica aberta até o dia 18!

no Marie Claire

De acordo com o Relógio da Violência, alimentado pelo Instituto Maria da Penha, a cada dois segundos uma mulher é vítima de agressão física ou verbal no Brasil.

Atenta a essa triste dado, Marie Claire se uniu ao Instituto Avonpara criar o Prêmio Viva, que visa reconhecer pessoas atuantes no enfrentamento das tantas violências contra a mulher no Brasil. “Queremos mostrar que violência não é só física. Um relacionamento abusivo e a não equidade salarial entre mulheres e homens que exercem a mesma função, por exemplo, também são formas de violência. Com esse prêmio queremos levantar a discussão e alertar a população”, explica Laura Ancona, diretora de redação da revista.

O prêmio tem 21 finalistas em sete categorias – Saúde; Sociedade Civil; Revendedoras; Segurança, Justiça; Autonomia Econômica e Empreendedorismo; e Eles por Elas (para um representante do gênero masculino com atuação expressiva em favor das mulheres). Para conhecer a história de cada indicado, clique no respectivo nome abaixo.

Saúde: Mariana Hasse, Fabiola Sucasas e Melania Amorim.
Sociedade Civil: Amalia Fisher, Amelinha Teles e Sonia Nascimento.
Revendedoras: Graziane de Andrade Souza Silva, Josy Viana e
Josefa de Oliveira Silva.
Segurança: Eugênia Villa, Coronel Augusta e
Lucia Helena Salgueiro.
Justiça: Patrícia de Amorim Rêgo, Maria Aparecida Cury e Ana Rita Prata.
Autonomia Econômica e Empreendedorismo: Lilian do Prado, Ilana Trombka e Aline Cardoso junto com Gabriela Mansur.
Eles por Elas: Sirley Vieira, Alfredo de Moraes Neto e Elisandro Lotin de Souza.

LINK PARA VOTAÇÃO entre 12 e 18 de novembro

A votação para o publico deve ser feita neste link (acima), entre 12 e 18 de novembro. Além do voto popular, um júri de especialistas composto por Laura Ancona; Nadine Gasman, da ONU Mulheres; Sueli Carneiro, do Geledés – Instituto da Mulher Negra; Silvia Chakian, promotora de Justiça; e Silvio Almeida, advogado, ajudrá a escolher os sete vencedores – um em cada categoria.

A noite premiação acontece no dia 22 de novembro, no Palácio Tangará, zona Sul de São Paulo, e promete atrações para despertar o público para a importância do tema. Entre as personalidades confirmadas estão Elza Soares, Paula Lima e Karol Conka, além do discurso de grandes mulheres atuantes na causa, entre elas a farmacêutica Maria da Penha, símbolo do enfrentamento às violências contra as mulheres, que dá nome à lei sancionada em 2006, prevendo mais rigor nas punições às agressões contra a mulher. “Mais do que apenas entregar estatuetas, queremos impactar as pessoas de uma forma positiva, para que elas saiam da cerimônia com consciência e querendo fazer a diferença.”, destaca Laura.

Leia também:

Sônia Nascimento faz parte da história do empoderamento negro

+ sobre o tema

Como resguardar as meninas da violência sexual dentro de casa?

Familiares que deveriam cuidar da integridade física e moral...

Bruna da Silva Valim é primeira negra a representar SC no Miss Universo Brasil

Bruna da Silva Valim, candidata de Otacílio Costa, foi...

Luiza Bairros lança programas de combate ao racismo na Bahia

O Hino Nacional cantado na voz negra, marcante, de...

Elizandra Souza celebra 20 anos de carreira em livro bilíngue que conta a própria trajetória

Comemorando os 20 anos de carreira, a escritora Elizandra...

para lembrar

Dona Zica Assis responde ao artigo: “Respeite nosso cabelo crespo”

Carta de Zica Assis - Beleza Natural   Oi Ana Carolina, Meu...

Descolonizar a língua e radicalizar a margem

Uma resenha sobre “Um Exu em Nova York” de...

Rita Bosaho é a primeira mulher negra eleita deputada em Espanha

O resultado das recentes eleições é histórico também porque...

Evento gratuito voltado à literatura afro-brasileira é realizado em Porto Alegre

12ª Festipoa Literária começa nesta segunda-feira (29) e segue...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=