Programa Inglês sem Fronteiras, do MEC, abre 9.225 vagas

O Ministério da Educação (MEC) vai ofertar 9.225 vagas em cursos presenciais de língua inglesa por meio do Programa Inglês sem Fronteiras.
Divulgação/ISF
Aulas começam no dia 20 de fevereiro e os cursos terão a duração mínima de 30 dias e máxima de 120 dias.

Os cursos serão ministrados em universidades federais e terão prioridade os estudantes que podem participar do Programa Ciências sem Fronteiras.

As inscrições serão abertas às 12h do dia 31 de janeiro e encerram às 23h59 do dia 13 de fevereiro. O candidato poderá se inscrever exclusivamente pela internet. A inscrição será confirmada por  e-mail até o dia 17 de fevereiro.

As aulas começam no dia 20 de fevereiro e os cursos terão a duração mínima de 30 dias e máxima de 120 dias. A carga horária presencial é de quatro aulas de uma hora, distribuídos em pelo menos dois encontros semanais, em locais e horários definidos pela universidade credenciada.

Podem se inscrever no processo seletivo alunos que atendam as seguintes condições: ser aluno de graduação, mestrado ou doutorado com matrículas ativas nas universidades federais credenciadas como Núcleo de Línguas (NucLi); alunos participantes e ativos no curso My English Online, cujas inscrições tenham sido validadas com até 48 horas de antecedência à inscrição junto ao NucLi; e alunos que tenham concluído até 90% do total de créditos da carga horária de seu curso.

Para efeito de classificação, terão prioridade os candidatos que sejam alunos de graduação de cursos pertencentes às áreas do Programa Ciência sem Fronteiras, que tenha feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 com média superior a 600 pontos, incluindo a redação, e que tenham concluído até 80% da carga horária total do curso.

Outros critérios de prioridade na classificação são o maior índice de rendimento acadêmico eser  bolsistas ou ex-bolsistas do Programa Jovens Talentos para a Ciência.

A oferta de vagas está definida em edital da Secretaria de Educação Superior, do Ministério da Educação, publicada na edição desta sexta-feira (24) do Diário Oficial da União.(Diário do Nordeste).
Fonte: Jornal Guaracy Online

+ sobre o tema

8 cursos online para aprender aquilo que a faculdade não ensinou

Sente que a universidade não preparou você para todos...

Canadá oferece bolsas de estudo integrais para estudantes da América Latina

Exemplo de cidadania e boa recepção de imigrantes, o...

Vereador denuncia Colégio Anchieta ao MP por “racismo”

O vereador entrou com uma representação no Ministério Público...

para lembrar

British Council – Bolsa de mestrado para grupos sub-representados na Ciência

Diversidade e Inclusão na Ciência Sob a linha de Professional Development...

Inscrições para bolsas do Prouni serão abertas na terça

Das bolsas ofertadas, 103.719 são integrais, e 110.391, parciais...

O sofisticado nepotismo das universidades brasileiras

Quando recebeu o título de professor emérito da Faculdade...

Megg de Oliveira, travesti conquista doutorado com tese sobre racismo e homofobia

Pela primeira vez, na quinta (30), uma travesti negra...
spot_imgspot_img

Faculdade de Educação da UFRJ tem primeira mulher negra como diretora

Neste ano, a Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) tem a primeira mulher negra como diretora. A professora Ana...

O que a proibição de livros nos diz sobre o futuro que nos aguarda

Reportagem da Agência Pública mostrou que existe um movimento coordenado para barrar a entrada de determinados livros no sistema prisional de Minas Gerais. Apenas títulos...

Encontro anual do SETA definiu ações e estratégias para uma educação antirracistae emancipatória.

Geledés - Instituto da Mulher Negra participou do planejamento anual Projeto SETA  (Sistema de Educação Por Uma Transformação Antirracista) em Paraty, Rio de Janeiro....
-+=