Quem é Nia daCosta, primeira mulher negra a dirigir um filme da Marvel

Enviado por / FonteHypeness, por Vitor Paiva

Dirigir um filme da grife Marvel é confirmar seu lugar no topo da cadeia alimentar de Hollywood – e se essa direção for assinada por uma mulher negra, então confirma-se também a força de tal empoderamento dentro da maior indústria do cinema mundial. Por seu talento mas também pela representatividade que seu nome e sucesso significa é que se celebra a importância do anúncio de Nia DaCosta como diretora de “Capitã Marvel 2”, tornando-se a primeira mulher negra a dirigir um longa metragem da Marvel Studios.

A diretora Nia DaCosta (Foto: Getty Images)

A produção do segundo filme da Capitã Marvel foi naturalmente adiada por conta da pandemia do coronavírus, e o prazo para sua chegada aos cinemas de todo mundo mudou para 2022. Não há maiores informações sobre o filme nem sobre seu enredo: a única novidade já revelada é que este não será ambientado nos anos 1990 como no primeiro longa da série, mas sim nos tempos atuais. DaCosta assinará a direção substituindo a dupla Anna Boden e Ryan Fleck, responsáveis pelo primeiro “Capitã Marvel” com imenso sucesso – o filme de 2019 foi o primeiro de uma super-herói mulher a superar a marca de 1 bilhão de dólares de rendimento.

O reconhecimento pelo trabalho de DaCosta começou com o curta metragem “Night And Day” e depois a produção do filme “Little Woods”, em 2018. A partir de tal destaque, Jordan Peele selecionou a diretora para assinar o remake “A Lenda de Candyman”. O filme tinha estreia marcada para junho, mas a pandemia adiou a chegada aos cinemas inicialmente para setembro e depois para outubro.

Nada nesse momento está garantido para a indústria do cinema por conta dos dilemas impostos pela pandemia, mas a estreia de “Capitã Marvel 2” nesse momento está prevista para julho de 2022.

+ sobre o tema

Cirque du Soleil vai produzir show com músicas de Michael Jackson

Primeiro Beatles, depois Elvis e agora Michael Jackson. A...

Angola Janga vence o Prêmio Jabuti 2018 na categoria História em Quadrinhos

Acaba de ser divulgado o vencedor do 60ª edição do Prêmio...

Ator de Pantera Negra, Chadwick Boseman ganha documentário da Netflix

Chadwick Boseman ganha documentário :  a Netflix anunciou nesta...

Mãe de Beyoncé diz que novo álbum da cantora será lançado ‘muito em breve’

A mãe da cantora norte-americana Beyoncé, Tina Knowles, deixou escapar...

para lembrar

Bailarino formado em Joinville integra balé composto apenas por negros e asiáticos

Exemplo de persistência, José Alves está há dois anos...

África: colonialismo, racismo e morte

Por Augusto Buonicore No próximo ano se...

Cantora Deise Cipriano, do Fat Family, morre em SP

Fundadora do grupo tratava de um câncer no Instituto...

10 estratégias de manipulação da mídia – Noam Chomsky

As grandes estratégias da manipulação midiáta por Noam Chomsky   1....
spot_imgspot_img

Podcast Pessoas: Temporada Vidas Negras é destaque do mês no Museu da Pessoa

Nele, cada episódio apresenta a edição de uma entrevista que compõe o acervo do Museu da Pessoa no formato storytelling. O Podcast, lançado em 2020,...

Leci Brandão – Na Palma da Mão em curta temporada no Imperator

Com direção de Luiz Antonio Pilar e texto de Leonardo Bruno, musical que celebra vida e obra da artista se apresenta no Imperator Vencedor do Prêmio Shell de Teatro na categoria "Direção" Nome incontornável da música brasileira, compositora e intérprete de...

MinC vai lançar plataforma de streaming voltada ao audiovisual nacional

O Ministério da Cultura está se preparando para lançar, ainda no segundo semestre deste ano, uma plataforma de streaming dedicada à produção audiovisual brasileira. Idealizado pela Secretaria do Audiovisual...
-+=