quinta-feira, maio 19, 2022
InícioSem categoriaRacismo e desigualdades em saúde em debate

Racismo e desigualdades em saúde em debate

Temática será abordada no II Encontro Estadual sobre Saúde da População Negra

 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) promove, nesta quarta-feira (13/11), o II Encontro Estadual sobre Saúde da População Negra. O evento, que ocorre no auditório da SES, no bairro do Bongi, das 8h às 13h, relaciona a temática do racismo e as desigualdades na área da saúde e apresenta ações e estratégias desenvolvidas por Pernambuco para o enfrentamento dessas situações. Durante o encontro serão lançados materiais educativos sobre a saúde da população negra, as comunidades quilombolas e os terreiros de religiões de matriz africana.

“É importante incluir os terreiros e outros locais de culto como espaços promotores de saúde onde poderão ser desencadeadas ações de vacinação, incentivo ao aleitamento materno, saúde bucal, campanhas de prevenção de DST/Aids, saúde da mulher, entre outras. As comunidades quilombolas estão inseridas nesse mesmo contexto já que as condições de vida são diferentes das vivenciadas nos centros urbanos”, comenta a coordenadora estadual de Atenção à Saúde da População Negra da SES, Miranete Arruda.

Também será lançado para profissionais e gestores de saúde o Programa de Ampliação do Conhecimento em Doença Falciforme, composto por seis vídeo aulas realizadas em parceria com o Núcleo de Educação à Distância da Universidade de Pernambuco. A coordenação de Atenção à Saúde da População Negra da SES tem utilizado também a internet e os recursos tecnológicos para oferecer serviços de teleconferências para profissionais da rede pública de saúde, prioritariamente da Estratégia de Saúde da Família, contribuindo para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) por meio da Rede de Núcleos de Telessaúde de Pernambuco (RedeNUTES). Serão apresentados, ainda, indicadores de saúde resultantes do preenchimento do quesito raça/cor nos Sistemas de Informação de Saúde em Pernambuco.

“Este ano, estamos dando ênfase ao papel da educação. É essencial que as pessoas adquiram novos conhecimentos e incorporem novas atitudes geradoras de mudanças. O encontro realiza uma abordagem sobre os temas racismo, preconceito, intolerância e discriminação, que favorecem às desigualdades sociais e iniquidades em saúde, além de introduzir no âmbito do SUS a reflexão e o debate sobre as questões raciais através da exclusão e ou dificuldades de acesso aos serviços”, pontua Miranete Arruda.

O evento recebe como palestrantes a Doutora em Antropologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Ana Claudia Rodrigues; a biomédica sanitarista, Monik Duarte; o coordenador geral do Núcleo de Educação à Distância da Universidade de Pernambuco (NEAD/UPE), professor Renato Medeiros de Moraes.

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco

Artigos Relacionados
-+=