RACISMO NA ITÁLIA: Blacks Out: uma greve, da ficção para a realidade

 

 

O protesto, previsto para o dia 20 de março, se inspira em uma história de ficção escrita pelo jornalista Vladimiro Polchi.

Roma, 13 janeiro 2010 – Na internet, duas correntes se mobilizam para a realização de uma greve dos extra-comunitários – “Um dia sem imigrantes”. Um grupo havia agendado o protesto para 1 de março e o outro para o dia 20 do mesmo mês. Segundo uma matéria publicada no jornal La Repubblica, as duas correntes criaram uma coordenação única para tentar unificar as datas em uma só.

 

O protesto, previsto para o dia 20, denominado “Blacks Out” (Fora negros) foi inspirado no livro “Blacks Out, um dia sem imigrantes”, escrito pelo jornalista Vladimiro Polchi e que será lançado no dia 14 de janeiro. Em entrevista para o jornal, Polchi disse que o livro se trata de uma história de ficção, mas cujos personagens e estatísticas são verídicos: o número de pedreiros, de “badanti”, de padres e de outros profissionais estrangeiros que atuam no país, o volume de contribuições fiscais e previdenciárias dos trabalhadores estrangeiros entre outros dados.

 

A obra se trata de uma crônica, que enfoca um dia em que os italianos são surpreendidos pelos estrangeiros que não se apresentam ao trabalho e, assim, descobrem quanto eles são importantes. A idéia de transformar a literatura em realidade, destacou Polchi na matéria, foi tomando forma durante a realização do livro e a medida que os encontros com várias associações de migrantes, sindicatos e organizações católicas eram realizados. A comissão da manifestação conta com a participação de associações de imigrantes, Arci, Acli, Os Radicais, Asgi, Cgil, Uil entre outros.

 

Para ter acesso as informações sobre o fenômeno da imigração na Itália e saber mais sobre o livro e a greve, visite o site (www.blacks-out.com).

Fonte: Agora Notícias

+ sobre o tema

Líderes da ONU pedem mais ação para acabar com o racismo e a discriminação

Esta terça-feira (16) marcou a abertura na ONU da...

Brasil finalmente considera mulheres negras em documento para ONU

Finalmente o governo brasileiro inicia um caminho para a...

Fórum da ONU em Genebra discute desenvolvimento econômico dos negros

No terceiro dia do 3º Fórum Permanente de Pessoas...

Instituto Geledés promove evento sobre empoderamento econômico para população negra

O Geledés – Instituto da Mulher Negra realizou nesta...

para lembrar

Após sofrer racismo na escola, Kheris Rogers de 10 anos cria linha de roupas empoderadora

Você precisa conhecer Kheris Rogers, uma menina de 10...

A Discriminação de Boris Casoy: Isso é uma vergonha

Neste vídeo o apresentador da Band, Boris Casoy declara...

RACISMO NA ITÁLIA: Berlusconi: “Menos imigrantes igual a menos crimes”

Polémica em Itália após declarações de Silvio Berlusconi. Para...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=