terça-feira, janeiro 18, 2022
InícioSem categoriaSALVADOR: Programação da Semana da Consciência Negra

SALVADOR: Programação da Semana da Consciência Negra

Portal Vilas –

 

Entre os dias 17 e 22 de novembro, a banda angolana Next, o compositor baiano Dão, o DJ ganês Sankofa e grandes artistas da música vão se apresentar no Pelourinho para celebrar a Semana da Consciência Negra. Exposição sobre Luanda e ciclo de debates sobre a cultura negra vão integrar a programação.

O Pelourinho, um dos grandes símbolos da cultura afro-brasileira, preparou uma programação especial para celebrar a Semana da Consciência Negra. Do próximo dia 17 até o dia 21 de novembro, o Centro Histórico de Salvador receberá apresentações musicais, com destaque para a black music e a música africana, exposição sobre Luanda, capital de Angola, e um debate sobre a arte e a cultura negra. Os eventos são promovidos pelo Programa Pelourinho Cultural, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Diretoria de Museus e pelo Fórum Nacional da Juventude Negra.

 

Quem abrirá a programação da Semana da Consciência Negra será Dão, uma das grandes revelações da Bahia, que traz consigo o suingue da música negra, sob influências do soul, samba, reggae, blues e rock’n roll, com um tempero original da black music baiana. O show acontecerá no dia 17 de novembro, no Largo Pedro Archanjo, às 21h. No repertório, canções de seu primeiro CD Para Embelezar a Noite, como Quilombolasoul e Não Vá Dizer Que Vai Ficar de Fora Desse Samba, além de composições inéditas e releituras de grandes artistas da cultura negra. “O público vai poder conferir um repertório dançante, voltado para a black music, com a batida do afrobeat”, revela Dão. “Para comemorar o Dia da Consciência Negra, vamos preparar uma homenagem ao Ilê Aiyê”, confidenciou.

 

O ritmo africano continuará dando o tom. Após a apresentação de Dão, quem subirá ao palco será o DJ ganês Sankofa que promete apresentar ao público baiano a música africana que vem fazendo sucesso em todo o mundo, como o zouk, kizomba e semba. “Vim trazer a música africana para a Bahia”, revelou o DJ Sankofa. Ele acredita que apesar do estado ter forte influência da cultura africana, as canções originárias de outros países, sobretudo os EUA, ainda têm muito mais espaço e preferência do público. “Além de celebrar esta data tão especial, vou apresentar o que a África tem a mostrar, em termos musicais”, afirmou.


Palestra sobre a cultura negra

No dia 19, às 16h, no Largo Pedro Archanjo, a música cederá espaço para uma grande palestra sobre a cultura negra e africana com a presença da educadora e diretora do Bloco Ilê Aiyê, Arani Santana, do músico Karamba Dioubaté, do dançarino Alseny Soumah, o cantor e compositor baiano Tiganá Santana e do DJ Sankofa.

 

Já no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, a Diretoria de Museus (Dimus) realizará, em parceira com o Programa Pelourinho Cultural, a Conferência Sociologia Angolana, às 17h, na Praça das Artes. O evento será ministrado por José Octávio Van Dunem, pesquisador angolano com doutorado em sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro.

 

Em seguida, por volta das 19h, na Galeria Solar do Ferrão, acontecerá a abertura da Exposição Luanda, Suave e Frenética. Trata-se de um olhar artístico e contemporâneo à África atual. A iniciativa é um dos eventos prévios que integram a 2ª edição da Trienal de Luanda – mostra organizada pela Fundação angolana Sindika Dokolo. A exposição apresenta criações em vídeos, instalação e fotografias de Angel Ihosvanny, Cláudia Veiga, Kiluanji Kia Henda e Yonamine, que pertencem à geração mais recente de artistas contemporâneos angolanos.

 

Música Angolana

 

Após a abertura, os olhares irão voltar-se para a Praça das Artes, onde uma das mais elogiadas bandas africanas, o grupo experimental angolano Next, se apresentará, reinterpretando a do continente no contexto global. A banda interpreta o estilo denominado por Nuno Mingas, vocalista do grupo, como afro-eletro-acústico, através de um trabalho de resgate de composições dos anos 70, 80 e 90, acrescentando ritmos modernos. Entre as releituras apresentadas pelo sexteto, destacam-se canções de grandes artistas da música angolana, como André Mingas, Artur Nunes, Bandas Anjos e Nzaji e do cantor Proletário.

 

No sábado (21), a partir das 21h, a cantora mineira radicada na Bahia, Malu Soares, sobe ao palco do Largo Quincas Berro D’Água. No repertório, muito samba, com destaque para os músicos que falam do negro, seja no amor, na alegria ou na dor. A cantora relembrará o trabalho de artistas consagrados da cultura negra, como Ataulfo Alves, Pixinguinha, Jovelina “Pérola Negra”, Clementina de Jesus, Dona Ivone Lara, Elza Soares, Martinho da Vila, dentre outros.

 

Para encerrar a programação da Semana da Consciência Negra, acontece o projeto Arte Negra em Defesa da Vida e da Liberdade, realizado pelo Fórum Nacional da Juventude Negra, com apoio do Pelourinho Cultural. O evento acontecerá nos dias 21 e 22 de novembro, no Largo Pedro Archanjo, sempre a partir das 15h. No sábado sobem ao palco o Ilê Aiyê, o cantor Ceau Brazzil, a jovem cantora baiana Ludmillah Anjos e os grupos Nova Saga, Outra Vida e Neoróticas. Já no domingo, a celebração fica por conta do cantor Aloísio Menezes, vocalista do Afro Batá, da Escola Olodum e do som dos grupos Soul Negro, Os Agentes e Bicho da Cana.

 

Poucos lugares em nosso país são tão representativos para celebrar esta data como o Pelourinho. O Dia da Consciência Negra é comemorado em todo o Brasil, sempre no dia 20 de novembro – dia da morte de Zumbi dos Palmares. A data é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e a lembrar a resistência do negro à escravidão.

 

PROGRAMAÇÃO

Dão e DJ Sankofa
Quando: 17 de novembro, às 21h
Onde: Largo Pedro Archanjo
Quanto: Gratuito

Semana do Observatório Humano
Quando: 19 de novembro, às 16h
Onde: Largo Pedro Archanjo
Quanto: Gratuito

Conferência Sociologia Angolana
Realização: Dimus
Quando: 20 de novembro, às 17h
Onde: Praça das Artes
Quanto: Gratuito

Abertura da Exposição Luanda, Suave e Frenética
Realização: Dimus
Quando: 20 de novembro, às 19h
Onde: Galeria Solar Ferrão
Quanto: Gratuito

Banda Next
Realização: Dimus
Quando: 20 de novembro, 20h30
Onde: Praça das Artes
Quanto: Gratuito

Malu Soares
Quando: 21 de novembro, 21h
Onde: Quincas Berro D’Água
Quanto: Gratuito

 

Arte Negra em Defesa da Vida e da Liberdade
Realização: Fórum Nacional da Juventude Negra
Quando: 21 e 22 de novembro, 15h
Onde: Largo Pedro Archanjo
Quanto: Gratuito

Matéria original

 

RELATED ARTICLES