SEPPIR apresenta denúncia de racismo no Mercado Livre ao Ministério Público

A Ouvidoria Nacional da Igualdade Racial entregará na segunda (13) as informações para que seja oferecida denúncia

A Ouvidoria Nacional da Igualdade Racial, vinculada à Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR, encaminhará ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) na próxima segunda, 13, o pedido de apuração de responsabilidade de crime de racismo e discriminação racial em anúncio de venda de negros, publicado no site Mercado Livre.

Respondendo à demanda da Ouvidoria do órgão, o site de vendas online encaminhou o nome do autor da publicação na tarde desta sexta, 10. De acordo com o ouvidor Carlos Alberto Souza Junior, após o encaminhamento das informações, caberá ao Ministério Público a análise de responsabilidade. “É inaceitável a tentativa de desumanização da população negra, enquadrando seus indivíduos como mercadoria e remetendo os mesmos de volta à escravidão”, disse.

O autor da publicação poderá ser enquadrado no Artigo 20 da Lei n° 7.716/1989, que prevê pena de reclusão de dois a cinco anos e multa para quem praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. A legislação prevê pena de reclusão de dois a cinco anos. 

“Apesar das ações afirmativas e dos avanços das políticas de inclusão da população negra, ainda, infelizmente, nos deparamos com atos de racismo e discriminação racial como o citado. A discriminação restringe e até anula as condições de igualdade, de direitos humanos e liberdades fundamentais dos indivíduos e enfraquece a democracia no país”, declara o ouvidor da SEPPIR, Carlos Alberto Souza Junior.

Em nota, o site Mercado Livre repudiou o conteúdo da postagem e informou que os anúncios publicados têm mecanismos de denúncia. “Os usuários que infringem as regras do MercadoLivre têm seu cadastro cancelado. Reiteramos que o MercadoLivre está sempre à disposição para colaborar com as autoridades”, declara o texto. O site informou ainda que entregou os dados cadastrais e de acesso do usuário à Polícia Civil do Rio de Janeiro, após notificação oficial, para que o autor seja investigado. Anúncio similar foi postado no ano passado no mesmo site de vendas, que há época, também colaborou com a Ouvidoria.

A luta pela igualdade racial é uma responsabilidade de todos os brasileiros e as denúncias são importantes para que a discriminação e o racismo sejam combatidos. A SEPPIR conta com a Ouvidoria Nacional da Igualdade Racial que encaminha as denúncias aos órgãos responsáveis nas esferas federal, estaduais e municipais. Contatos: [email protected] e (61) 2025-7001

 

Fonte: Coordenação de Comunicação da SEPPIR

+ sobre o tema

Educação domiciliar e seus impactos para a convivência democrática

A educação domiciliar, também conhecida internacionalmente como homeschooling, tem...

Candidatos do Rio Grande do Sul terão isenção no Enem

O ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou que todos...

Liberdade para Ensinar e Aprender: Pesquisa Nacional Analisa Violências Sofridas por Educadores/as no Brasil

O Observatório Nacional da Violência contra Educadoras/es (ONVE), sediado...

Taxa de alfabetização chega a 93% da população brasileira, revela IBGE

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade...

para lembrar

USP abre seleção para estudos das “escrevivências” com Conceição Evaristo

Estão abertas as inscrições para seleção de três alunos...

Justiça impede Enem de zerar redação por violação aos direitos humanos

Ação foi proposta pelo movimento Escola sem Partido; Inep...

Plano de Aula – Diversidade na pré-escola

Objetivos - Trabalhar a questão da diversidade diariamente em sala...

O que Canadá e África do Sul ensinam sobre a formação de gestores escolares

Você já conversou com a diretora ou diretor da...
spot_imgspot_img

Projeto de escolas cívico-militares é aprovado na Alesp após estudantes serem agredidos por policiais

O projeto de lei que prevê a implementação das escolas cívico-militares na rede estadual e municipal de ensino foi aprovada na noite desta terça-feira (21) na...

Educação domiciliar e seus impactos para a convivência democrática

A educação domiciliar, também conhecida internacionalmente como homeschooling, tem sido objeto de debate em diversos contextos nacionais e internacionais, mobilizando famílias, a sociedade e...

Candidatos do Rio Grande do Sul terão isenção no Enem

O ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou que todos os candidatos do Rio Grande do Sul terão isenção no pagamento da inscrição do Exame Nacional...
-+=