Show ‘Cantos Negreiros’ exalta cultura afro na Ponta Negra, no AM

Evento ocorre nesta quinta-feira (8), a partir das 16h30. Programação inclui marcha pela vida e liberdade religiosa.

Do G1

A cultura negra ganha voz e vez na praia da Ponta Negra nesta quinta-feira (8), com o show “Cantos Negreiros”, em Manaus. Os músicos James Rios, Márcia Siqueira e Luis Fernando comandam o evento, se unindo ao Balaio de Oxum e à Marcha pela Vida e liberdade religiosa, a partir das 16h30.

Os artistas representam o movimento e prometem um grande show para saudar a cultura afro. De acordo com o cantor James Rios, no repertório vão estar incluídas músicas que remetem à luta dos negros contra o preconceito. O setlist contará com “Ilê de Luz”, de Daniela Mercury, “Milagres do Povo”, de Caetano Veloso, “É d’Oxum”, de Gal Costa e “A Mão da Limpeza”, de Gilberto Gil.

A programação tem início às 16h30 com a concentração da Marcha pela Vida. Após o ato haverá a entrega de oferendas para Oxum. O Coral da Escola Estadual Sólon de Lucena abre os shows às 19h. Depois a dança toma a vez com a apresentação de ritmos e movimentos característicos da arte negra. Por volta das 20h, os cantores amazonenses sobem ao palco com perfomances em duetos, solos e quarteto.

“Nossa intenção é homenagear e divulgar essa cultura tão bonita. Não é a primeira vez que emprestamos nosso talento para este objetivo. No ano passado apresentamos um show nos moldes deste no Teatro Amazonas, e foi um sucesso”, explica James Rios.

“A primeira vez que participei desse evento foi à convite de James Rios no terreiro de mãe Emília. Pra mim, é muito gratificante porque é uma cultura que eu exalto e levanto a bandeira também. Principalmente, pelo objetivo do evento que é o combate à intolerância religiosa. Hoje a fé independente de religiões, ela existe, é presente e necessária. O evento é uma congregação de crenças de fé, de alegria e de amor”, pontua Márcia Siqueira.

Programação completa
16h30 – Concentração da Marcha pela Vida
17h – Saída da Marcha pela Vida contra a Intolerância Religiosa
18h – Entrega da Oferenda para Oxum
19h – 19h20 Abertura com o Coral da Escola Estadual Sólon de Lucena
19h20 – 20h00 Apresentação do Grupo de Dança
20h – 22h30 Show Cantos Negreiros

+ sobre o tema

Adhemar Ferreira da Silva

Um fato curioso, mas que mostra o caráter de...

Vida em dívida por Cuti

- Vais morrer, negrinho! -...

Usain Bolt arrasa recorde dos 200 metros e é ouro em Berlim

Fonte: G1 - Jamaicano não deu chance aos adversários e...

Reinvenção do futebol: bola e arte para vencer o racismo

Em comemoração ao dia da Consciência Negra, o jornal...

para lembrar

Alcione grava dueto com Djavan

POR:  MAURO FERREIRA   Rio - Alcione gravou o samba 'Capim'...

O canto negro de Candeia

Relançamento de três discos do sambista Candeia revelam suas...
spot_imgspot_img

Casa onde viveu Lélia Gonzalez recebe placa em sua homenagem

Neste sábado (30), a prefeitura do Rio de Janeiro e o Projeto Negro Muro lançam projeto relacionado à cultura da população negra. Imóveis de...

No Maranhão, o Bumba meu boi é brincadeira afro-indígena

O Bumba Meu Boi é uma das expressões culturais populares brasileiras mais conhecidas no território nacional. No Maranhão, esta manifestação cultural ganha grandes proporções...

“O batuque da caixa estremeceu”: Congado e a relação patrimonial

“Tum, tum-tum”, ouçam, na medida em que leem, o som percussivo que acompanha a seguinte canção congadeira: “Ô embala rei, rainha, eu também quero...
-+=