Sidney Poitier, primeiro negro a vencer o Oscar de Melhor Ator, morre aos 94 anos

Enviado por / FonteDa Revista Monet

Falecimento do astro de 'Uma Voz nas Sombras' (1963) foi confirmado nesta sexta-feira (7)

O falecimento foi anunciado por Fred Mitchell, Ministro de Relações Internacionais das Bahamas, segundo reporta o jornal The Independent. A causa da morte ainda não foi revelada.

Astro de ‘No Calor da Noite’ (1967) e de ‘Adivinhe Quem vem Para Jantar’ (1967), Poitier foi o primeiro artista negro a ganhar um Oscar de Melhor Ator. Ele recebeu a estatueta da Academia por sua performance em ‘Uma Voz nas Sombras’ (1963).

A notícia da partida do ator vem causando comoção nas redes sociais. O ídolo foi relembrado por famosos como Jeffrey Wright (‘Westworld’), George Takei (‘Jornada nas Estrelas’) e Whoopi Goldberg (‘A Cor Púrpura’).

“Sidney Poitier. Ator de marcos. Único. Que homem bonito, gracioso, caloroso e genuinamente real. Descanse em paz, senhor. Com amor.”

“Sidney Poitier, o primeiro negro a ganhar um Oscar, morreu aos 94 anos. O astro de ‘Adivinhe Quem Vem para Jantar’ e ‘Uma Voz nas Sombras’, pelo qual ganhou o Oscar de Melhor Ator, foi um pioneiro que deixará de luto muitas pessoas para quem ele abriu as portas de Hollywood.”

“Se você quisesse o céu, eu escreveria no céu em letras que chegariam a trezentos metros de altura. Para o senhor… com amor. Sir Sidney Poitier, descanse em paz. Ele nos mostrou como alcançar as estrelas”

Ao aceitar seu Oscar de Melhor Ator por ‘Uma Voz nas Sombras’ na premiação de 1964, entrando, assim, para a história da Sétima Arte, Poitier declarou: “Como foi uma longa jornada até este momento, eu estou naturalmente em dívida com inúmeras pessoas; entre as quais estão, principalmente, Ralph Nelson, James Poe, William Barrett, Martin Baum e, claro, os membros da Academia. A todos eles, tudo o que posso dizer é um obrigado muito especial” (veja abaixo).

O artista ainda participou de filmes como ‘Ao Mestre, com Carinho’ (1967), ‘Noite sem Fim’ (1970) e ‘Espiões sem Rosto’ (1988). Seu último longa no papel de ator foi o drama ‘Construindo um Sonho’ (2001).

Poitier também se sentou na cadeira de diretor diversas vezes. Seu trabalho mais famoso nesse papel foi a comédia ‘Loucos de Dar Nó’ (1980), estrelada por Gene Wilder e Richard Pryor.

Além disso, ele assinou os longas ‘Um por Deus, Outro pelo Diabo’ (1972), ‘Dezembro Ardente’ (1973), ‘Aconteceu num Sábado’ (1974), ‘Os Espertalhões’ (1977), ‘Hanky Panky, Uma Dupla em Apuros’ (1982) e ‘Papai Fantasma’ (1990).

A seguir, confira os trailers dos clássicos ‘Adivinhe Quem Vem para Jantar’ e ‘Ao Mestre, Com Carinho’:

+ sobre o tema

Zumbido: comunidade negra ganha podcast no Spotify

Publicado quinzenalmente, o programa trata de cultura, política, inclusão...

Usain Bolt posta foto ao lado da namorada com mensagem de amor

Após passar por uma "saia justa" nos Jogos Olímpicos...

para lembrar

Consciência negra: herança de orgulho e dor

Artistas negros do Estado, representantes de vários segmentos, conversaram...

Obama derrota Brad Pitt como homem mais estiloso em pesquisa

SYDNEY (Reuters) - Brad Pitt foi deixado de lado....

Copa na África: Para acompanhar vuvuzela, makarapa

Na África do Sul, fanático por futebol que...

Vencedor do Pulitzer, Junot Díaz revela que foi estuprado quando criança

Escritor dominicano diz que o episódio quase o destruiu...
spot_imgspot_img

14 de maio e a Revolta dos Malês

Quem passa pelo Campo da Pólvora, em Salvador, nem imagina que aquela praça, onde ironicamente hoje se encontra o Fórum Ruy Barbosa, foi palco...

6 brasileiros que lutaram pelo fim da escravidão no Brasil

O fim da escravidão no Brasil completa 136 anos em 13 de maio deste ano. Em 1888, a princesa Isabel, filha do imperador do Brasil Pedro 2º,...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...
-+=