Similaridades e diferenças observadas nas redes de ensino e na interseccionalidade sexo e cor/raça

Enviado por / FonteDa Fundação Carlos Chagas

O DPE/FCC (Departamento de Pesquisas Educacionais da Fundação Carlos Chagas) divulgou, nesta quarta-feira (23/09), o Informe 2, que destaca as similaridades e diferenças observadas nas redes de ensino e na interseccionalidade sexo e cor/raça. Os resultados são fruto da pesquisa “Educação escolar em tempos de pandemia na visão de professoras/es da Educação Básica”, e mostram que as professoras e os professores das redes públicas e privadas enfrentam desafios análogos, tais como: aumento das atividades da rotina profissional, percepção de uma diminuição da aprendizagem bem como de um aumento da ansiedade dos alunos. A rede municipal apresenta maior dificuldade no atendimento remoto. Os docentes negros – mulheres e homens – sinalizaram as maiores dificuldades para garantir esse atendimento aos seus alunos. As escolas municipais atendem principalmente a educação infantil e o ensino fundamental, e reúnem a maioria das professoras, tanto negras quanto brancas. Os professores negros e brancos estão concentrados nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio.

O estudo foi realizado com apoio da UNESCO do Brasil e com o Itaú Social; os primeiros resultados foram divulgados no Informe 1. A pesquisa também abordou a percepção das professoras e dos professores no que diz respeito à valorização ou não do trabalho docente no contexto da pandemia, e os resultados serão publicados no Informe 3.

+ sobre o tema

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de...

Programa Erasmus oferece bolsas integrais na Europa

O Erasmus, programa promovido pela União Europeia para fomento a...

para lembrar

Educação e violência: Qual o papel da Escola?

Aida Maria Monteiro Silva Professora da Universidade Federal de Pernambuco Doutoranda...

Enem: cinco temas de Redação que podem cair na prova

Para fazer uma boa redação do Enem, é preciso...

Juventude é engajada, solidária e generosa; Educação é que parou na era industrial

Entrevista a Jô Húngaro Caminhos para a Política Cidadã no século...
spot_imgspot_img

Taxa de alfabetização chega a 93% da população brasileira, revela IBGE

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um...

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 foi divulgado nesta segunda-feira (13). As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de energia, manejo ecologicamente correto na agricultura e prevenção à violência entre jovens nativos digitais. Essas...
-+=